cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

O aumento do preconceito desde 2014 para cá pode ser tbm responsabilidade de mudanças no LEAGUE?

Highlighted
Aronguejo

O aumento do preconceito desde 2014 para cá pode ser tbm responsabilidade de mudanças no LEAGUE?

Gente, quem viveu em 2014 jogando lol sabia que não havia preconceito.

Era bem pouco a sociedade não ficava se diferenciando.
Antigamente jogadores como Kami que se assumiu homossexual não deixaram de ser admirados como ídolos, gays entravam no jogo jogavam, ninguém tinha preconceito, ninguém colocava ninguém para baixo do nada.

Era um espírito de time pra ganhar o jogo, todos queriam ser amigos de todos e não havia esse ódio (RAGE).


Hoje, em 2019 o que temos?
Uma sociedade dividida entre Homens e mulheres hétero <--> gays e lésbicas e bissexuais.
O mundo ficou chato!

Com tanta ideologia de gênero.
A Riot tbm contribuiu para a má fama do jogo por ai, agora quem joga lol já sofre preconceito já de cara na internet.
Eu não jogo mais e fico muito triste com essa situação.
Eu sou hétero e sei que devemos pregar o respeito e união entre as pessoas, não importando orientação sexual.

Mas ai a Riot mudou tanto o jogo que estigmatizou a todos e transformou o pessoal LGBT em vitimista e odiável então muitos gays e lésbicas nem querem mais apoiar essas coisas.

Triste.


Valeu.

2 RESPOSTAS

Re: O aumento do preconceito desde 2014 para cá pode ser tbm responsabilidade de mudanças no LEAGUE?

Peguei um Urdy na minha partida totalmente homofobico bicho, mesmo a gente reportando, mutando demora muito com esse sistema atual de auto-banimento para darem um ban perma na pessoa, eu envio ticket atualmente e reporto claro na partida, mas cada vez mais tem piorado, até mesmo o sexismo, quando veem uma mulher no jogo so faltam matar a menina, mando ela lavar pratos e bla bla bla, tenho nojo dessa comunidade toxica BR !
(Sim esta é minha assinatura)

Re: O aumento do preconceito desde 2014 para cá pode ser tbm responsabilidade de mudanças no LEAGUE?

2014 kkkk