cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

Tropa

Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

Bom dia,
Com o acampamento Yordle e vendo que nem para ganhar prêmios tem gente que se comporta, eu pensei em comentar mais sobre a comunidade tóxica do LOL. Acho que a Riot concorda que seu jogo tem uma comunidade tóxica, do contrário não criaria um evento, mesmo que apenas para o servidor BR, para tentar educar seus jogadores. Fazem isso porque os próprios jogadores são o motivo para que novos e antigos jogadores desistam de jogar. Como já comentei num outro tópico, eu mesmo me arrependo de ter começado a jogar LOL.

Uma mudança importante: quem provoca é tão culpado quanto quem perde o controle. Sim, isso mesmo. E pior, a Riot parece incentivar as provocações, ou no mínimo, não existe como reportar uma provocação. Vocês realmente esperam que uma pessoa ature o jogo inteiro, sem dar rage, alguém a provocando, dando taunt, mandando mensagens como "mid izi"? Isso não é saudável, e mesmo que a pessoa provocada consiga não descontar no chat ou no modo de jogar, ela VAI se estressar (com suor, dor de cabeça, coração acelerado e todos outros sinais de estresse). Isso não é bom e chega num momento em que ou a gente para de jogar ou explode com rage, feed, AFK e etc. Nesse momento, só quem perdeu o controle  é punido, mas quem foi o catalizador para isso acontecer, não.

Tenho uma conta PSN, e os termos de uso determinam que não se pode provocar outros jogadores. Pouca gente sabe, porque pouca gente leu, mas provocações podem resultar em banimento da conta.

Se querem menos gente explodindo no seu jogo, punam também quem provoca, mesmo que a provocação não seja com palavrões ou uma ameaça clara. O jogo de vocês não é agradável de jogar, não apenas pelos tóxicos que perdem a calma, como também por causa dos provocadores, dos dissimulados, dos que se divertem vendo os outros perderem a calma.


8 RESPOSTAS
Arauto

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

As provocações eu sempre coloco na categoria "abuso verbal", sempre especificando o que o invocador disse. Com uma categoria específica sobre provocações seria muito mais fácil
Acho que o pior dessas provocações não são o impacto em si, mas sim o fato delas serem deixadas de lado. Com certeza muita gente deixa de reportar quem escreve "achei facil", "gg izi" ou até spamma interrogação no chat
A própria riot já deixou claro que se a pessoa escreve "izi" ela mostra menosprezo e, apesar de ser algo leve, se for comparar com outros comportamentos dentro do jogo, não deixa de ser uma atitude negativa, e o próprio código dos invocadores ressalta isso:

Enquanto a Riot não coloca a categoria de provocações eu vou continuar reportando quem provoca os outros na parte do abuso verbal. E também falta uma parte dos próprios invocadores, que é perceber esse comportamento tóxico dentro de jogo e não esquecer do report depois da partida
Tomara que a comunidade seja cada vez mais saudável para todos nós
Enois

Aronguejo

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

Provocações fazem parte do jogo - não é só ser bom mecanicamente, voce deve ser bom psicologicamente. Se um cara te matou, mostrou maestria, e voce se sentiu abalado, ele conseguiu o que queria, e a culpa não é dele que voce explodiu/soltou rage/trollou num jogo.
Arauto

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável


@cavalca@  escreveu:
Provocações fazem parte do jogo - não é só ser bom mecanicamente, voce deve ser bom psicologicamente. Se um cara te matou, mostrou maestria, e voce se sentiu abalado, ele conseguiu o que queria, e a culpa não é dele que voce explodiu/soltou rage/trollou num jogo.

Concordo, se abalar por causa de maestria é sinal de mindset fraco no momento, mas outra coisa é quem tenta diminuir os adversarios (ou até aliados) no chat. Isso é atitude negativa

Tropa

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável


@cavalca@  escreveu:
Provocações fazem parte do jogo - não é só ser bom mecanicamente, voce deve ser bom psicologicamente. Se um cara te matou, mostrou maestria, e voce se sentiu abalado, ele conseguiu o que queria, e a culpa não é dele que voce explodiu/soltou rage/trollou num jogo.

Não, não fazem. O LOL já é considerado um esporte e em qualquer esporte uma provocação pode gerar punição por atitude antidesportiva. Menosprezo e provocação servem APENAS para desestabilizar o adversário e não fazem parte da perícia do jogador. Se sentir abalado simplesmente porque alguém jogou melhor é uma coisa, mas mensagens como "mid izi", "????", "solado", emote do amumu chorando, são todos comportamentos totalmente fora das habilidades de jogo e o ÚNICO objetivo é desestabilizar o adversário; ou tem alguma outra utilidade secreta que eu desconheço?

Repito, como a Riot espera ter uma comunidade mais saudável se permite que jorgadores façam de tudo para tirar os outros do sério? De modo geral, o que eu tenho visto é que as pessoas não têm maturidade para se divertirem apenas com o jogo sem transformarem isso numa guerra de insultos e provocações. No futebol, as provocações são parte da torcida, e só. Mesmo assim, dependendo do caso, as provocações das torcidas podem gerar punição para elas e para o clube. Um jogador que ostensivamente provoca outro jogador, vai ser punido por isso. Quantas vezes vocês já não viram confusão num jogo de futebol em que após um jogador provocar o outro e ser agredido, tanto o que agrediu quanto o que provocou são expulsos?

Highlighted
Arauto

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

voce ja olhou ao seu redor? sair do quarto é bom um pouquinho esse o mundo la fora também é assim pessoas individualistas e cheias de conflitos, mas todos estão vivendo, pra mim quem desiste de algo por esse tipo de fator tem um psicológico muito fraco e a seleção natural faz o trabalho dela que é eliminar o mais fraco mesmo...
Tropa

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável


@SataN x@  escreveu:
voce ja olhou ao seu redor? sair do quarto é bom um pouquinho esse o mundo la fora também é assim pessoas individualistas e cheias de conflitos, mas todos estão vivendo, pra mim quem desiste de algo por esse tipo de fator tem um psicológico muito fraco e a seleção natural faz o trabalho dela que é eliminar o mais fraco mesmo...

Eu não vivo para o jogo e poderia fazer um textão sobre o que faço da minha vida, mas não vem ao caso. De qualquer forma, sobre o que você falou, uma empresa certamente não contrataria uma pessoa se souber que ela se abala facilmente, mas também não contrataria uma pessoa se souber que ela é instável, provocadora, que não sabe trabalhar em equipe, dissimulada, criadora de conflitos.

A questão é que não estou diminuindo a culpa de quem perde a cabeça e se descontrola. Estou pondo a culpa TAMBÉM em quem ajuda isso a ocorrer. Nenhuma empresa quer um empregado que desestabilize sua equipe, da mesma forma e eu (e acredito que a maioria) não gostaria de jogar com pessoas que desestabilizam a comunidade.

O objetivo do acampamento Yordle, se viu os vídeos, não é apenas fazer com que quem costuma perder o controle passe a se controlar, mas melhorar a atitude de todos. Que todos ajudem uns aos outros a se tranquilizarem e a se divertirem, com uma atitude mais positiva, descontraída, divertida e de amizade. Afinal, tirando algumas poucas pessoas, ninguém aqui está ganhando dinheiro com isso, então acredito que o objetivo da maioria em jogar é se divertir e relaxar.

Arauto

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável

sim anjo mas como eu disse isso não vai mudar porque não é algo exclusivamente do jogo até no futebol e churrasco com os amigos de final de semana vai ter isso, entende, só que a diferença que no jogo voce tem a opção de mutar e na vida real não, sinceramente jogo desde o final da s3 e no inicio absorvia muito essas coisas de rage, provocação, troll etc depois de passei a ignorar, mutar meu jogo melhorou muito e as vitórias viram com mais frequencia, traduzinho seja superior ...
Tropa

Re: Dica para a Riot caso queira uma comunidade mais saudável


@SataN x@  escreveu:
sim anjo mas como eu disse isso não vai mudar porque não é algo exclusivamente do jogo até no futebol e churrasco com os amigos de final de semana vai ter isso, entende, só que a diferença que no jogo voce tem a opção de mutar e na vida real não, sinceramente jogo desde o final da s3 e no inicio absorvia muito essas coisas de rage, provocação, troll etc depois de passei a ignorar, mutar meu jogo melhorou muito e as vitórias viram com mais frequencia, traduzinho seja superior ...

Então, você acha que educação não possui nenhum papel na modificação de comportamentos? Você nasceu exatamente como é? Seus pais não te ensinaram nada? Posso citar uma penca de especialistas em educação que não concordam com você.

EDIÇÃO: Se você não ajuda a melhorar o ambiente em que se encontra, você faz parte do problema e não da solução. Eu tenho, de modo geral, uma atitude positiva.  Quando reclamam muito de mim ou de alguém jogando mal, eu lembro a todos que ninguém nasceu sabendo jogar e que ninguém também é obrigado a um dia aprender a jogar. Mesmo que eu perca, se a outra equipe começa com menos um, eu costumo dar fair play. Eu interajo de forma positiva com o time adversário. Eu parabenizo quem ganha de forma clara e não com o "ggwp" automático. Se o outro time começa a reclamar de alguém do time deles, eu o defendo como se fosse do meu time. Não sou grandes coisas, mas se percebo que estou contra um ADC inexperiente, eu pokeio menos e dou a chance dele treinar farm (mesmo sabendo que ele pode fazer isso contra I.A.). Se eu vejo alguém do meu time spamando maestria, eu lembro no /all que sozinho ele não venceria a partida e tento elogiar o time inimigo. Quando estou testando um herói novo, ou no ARAM caio com algum herói que nunca joguei, eu deixo isso claro para todos. Ou seja, eu faço o meu melhor para ser o contraponto dos tóxicos e torlls. Não sou um isentão.

Não escolher ajudar, é o mesmo que escolher deixar isso acontecer. Tem uma palavra pra isso: conivência.