cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

"Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

Highlighted

"Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

Sejam todos muito bem vindos à nona edição do "Opinião do Bronze", onde analisaremos sob a perspectiva bronze, a primeira semifinal do MSI, onde tivemos Team Liquid frente à Invictus Gaming... Uma série que foi totalmente diferente do que todos esperavam.

E vamos à análise.

 

JOGO 1:

A partida começou interessante para a IG, mas a Liquid conseguiu uma resposta fantástica ainda no early game, conquistando vários abates pela selva inimiga. Entretanto, a réplica chinesa era potente demais, o que impedia um bom crescimento dos americanos.

Aos 24 minutos, uma boa luta da IG garantiu quatro eliminações, a mid lane e o Barão, o que poderia ter definido o jogo.

Aos 33 minutos, após uma linda jogada de Impact, ultando com sua Neeko, a Liquid conquista quatro abates e seguram o jogo por mais algum tempo, já que sofriam forte pressão no top.

Pouco depois, uma boa luta por parte da equipe da LCS lhes garantiu toda a rota do meio incluindo o inibidor. Conseguiram o Barão em seguida, levando como resposta a perca de Xmithie e CoreJJ. A luta de ambas as equipes era complicada. As composições exigiam muita habilidade dos jogadores para que fosse bem encaixada.

Pouco antes dos 40 minutos, a Liquid conquista o Dragão Ancião, somado a quatro elementais. Dessa vez, quem pressionava era a Liquid.

Aos 40 minutos de jogo, a Liquid respondeu às provocações chinesas de tarifar US$ 60 bilhões em produtos americanos. Venceu o jogo e saiu na frente na série.

 

JOGO 2:

Para o segundo jogo, a IG insistiu nas escolhas de Ryze e Kai'Sa, tirando também o Braum de CoreJJ e banindo o Jarvan de Xmithie. A Liquid insistiu em seu Sylas, jogou Rek'Sai para as mãos de seu junglers e o Alistar (que deu tão errado com Baolan) para o seu suporte. Sentindo a pressão, a IG baniu também a impactante Sivir de Doublelift, que escolhe Vayne para enfrentar JackeyLove.

Logo aos 3 minutos, após um grande vacilo por parte da Liquid, TheShy conquista dois abates em um fracassado gank de Xmithie. Já era o fim da rota superior.

Ao longo do jogo, via-se uma IG totalmente diferente.

A Liquid também era outra. Detalhe claro para os ganks pavorosos de Xmithie, sempre fora de hora. Jensen sendo pego em plays ridículas onde ele claramente estava fazendo cosplay de Micão fora de posição.

No geral, o jogo estava bem equilibrado. Seria uma luta a definir os rumos da partida.

No bot, quase Doublelift vence o x1 contra Jackey Love, mostrando a enorme força de sua Vayne.

No fim dos 14 minutos, TheShy dá uma bela moscada, erra a ult e ainda entrega o abate para o inimigo, o que lhes garante o Dragão da Montanha. Foi uma luta horrível da Liquid, mas a da IG foi ainda pior.

 

Doublelift foi crucial para o segundo jogo

"Doublelift foi peça fundamental para a vitória da Liquid no segundo jogo"
 

No fim dos 16 minutos, ocorre uma bela luta pelo Arauto. Jensen conseguiu encaixar uma ult sensacional. Conseguiu triple kill na jogada, porém ocorre o mesmo para JackeyLove. A luta termina em 4/4 para cada lado.

Aos 22 minutos, a Liquid quase entregou o jogo na tentativa de Barão. Uma tentativa desastrosa e com tudo para dar errado. Perderam três jogadores e o bônus.

Aos 30 minutos, outra luta pelo Barão. Dessa vez, a Liquid consegue o bônus e garante mais três abates na fuga, retomando o equilíbrio da partida. Logo em seguida, Impact garante mais dois abates no mid, abrindo a base chinesa.

Aos 32 minutos, finalmente, a Liquid consegue a sua segunda vitória e estava a um passo da final.

 

JOGO 3:

Será que a Liquid finalmente conseguiria trazer a LCS de volta para uma final de campeonato internacional repetindo o feito da CLG no MSI de 2016?

Logicamente, não seria impossível que a IG voltasse na série e vencesse por 3-2, claro que era possível, estamos falando da IG. Entretanto, ao ver uma série como esta e ao ver uma Liquid com três match points, no mínimo, mesmo que os chineses vencessem, mostraria uma fraqueza brutal dos atuais campeões mundiais, o que colocaria em risco a minha tese de que esse MSI fala chinês.

Ontem eu disse que a IG involuiu desde o primeiro dia do campeonato, e hoje já vimos o ápice da sua involução. Seria agora que surgiria, como diria Taleb, um cisne negro na competição? Pensem se a Liquid vencesse a série e a G2 vencer a SKT amanhã?

Uma final ocidental no MSI! Claro, vamos sonhar mais baixo.

Vamos ao que de fato aconteceu no jogo 3.

A Liquid, que foi para o lado azul, optou por uma composição com Kennen, Rek'Sai, Syndra, Kai'Sa e Galio. Em contrapartida, a IG veio com Gnar, Sejuani, LeBlanc, Xayah e Rakhan. Duas composições fortes.

Logo no início, vimos que o jogo seria bem diferente dos anteriores. A IG tentava criar mais, impondo uma forte pressão na rota inferior chegando a conquistar a primeira torre do jogo. Em resposta, a Liquid conquistou o Arauto, sem contestação.

Rookie, com sua LeBlanc, estava fazendo uma excelente partida, o que determinava os rumos do jogo. Aos 21 minutos, já tinha 40% dos abates da IG.

Doublelift não fazia uma boa partida, principalmente porque Rookie o burstava sem lhe dar chances de entrar na luta. O mesmo caso de Impact, que era facilmente eliminado por não ter resistência.

Era a resposta da IG na série. Dificilmente perderiam esta partida.

Pouco antes dos 26 minutos de jogo, os chineses garantiram o Barão, e consequentemente o jogo, por todo o desenrolar da partida.

Aos 29 minutos, a Liquid consegue se segurar na base ao eliminar tanto Rookie quanto JackeyLove, trazendo alguma sobrevida aos americanos.

Doublelift não conseguiu jogar, Xmithie também não, terminando 2/7, Impact não mostrou a que veio esse Kennen e foi assim que terminou a terceira partida. A IG finalmente acordou para a série.

Expectativa depois de uma partida como essa? O quinto jogo, obviamente.

 

JOGO 4:

A equipe da LCS insistiu no Kennen nas mãos de Impact. Repetiu também a rota inferior, mudando somente o meio com Lux e a jungle com Skarner. Tal comp contra Viktor, Rek'Sai, Zoe, Varus e Tahm Kench.

Por esse draft, eu já diria que Liquid perdeu. Precisariam mostrar o que mostrou nos dois primeiros jogos, muito embora em ambas as partidas, tenham vencido com a ajuda de grandes vacilos da IG.

Por volta dos sete minutos, a Liquid conseguiu uma boa luta no rio, próximo ao Dragão, o que lhes garantiu o bônus. O destaque para o early certamente deve ficar para Xmithie, que fez um bom trabalho com seu Skarner. De certa forma, conseguiu neutralizar a Zoe de Rookie, que certamente traria muita dor de cabeça à Liquid.

 

"Apenas uma observação: pelo quarto jogo seguido, Doublelift e companhia conquistam o Arauto."

 

Aaah, esse Skarner... Ele sim estava sendo uma dor de cabeça para os chineses. Os bons ultimates de Xmithie garantia boas vantagens para a Liquid, em contraste com Impact que não estava sendo o Impact impactante do início do dia.

Aos 14 minutos, outra excelente luta da Liquid, lhes garantiu o Dragão da Montanha e mais três abates, com direito a um double kill fantástico de Jensen. A grande dúvida é: "como Xmithie sobreviveu a essa luta?"

Aos 21 minutos, a Liquid conquista o Barão e mais dois abates. O placar de abates fica em 3-13 a favor da Liquid, que acelerou ainda mais o jogo e garantiu uma grande vantagem.

 

O Skarner de Xmithie atrasou muito o jogo da Invictus Gaming"O Skarner de Xmithie atrasou muito o jogo da Invictus Gaming"

 

Aos 27, conquistaram o segundo Barão sem nenhuma contestação e avançaram contra a rota do meio chinesa. O problema é que a comp da IG era excelente quando se tratava de anti-cerco, o que lhes dava sobrevida. Ter Viktor, Zoe e Varus no mesmo time, permite que as waves sejam levadas com muita velocidade.

Bastava paciência para que a LCS NA finalmente voltasse a uma final de campeonato internacional. Bastava calma. O jogo estava nas mãos deles.

Aos 33 minutos, ficou claro que esse MSI não fala chinês, me fazendo queimar dolorosamente a língua.

Vitória para a Liquid que vai para a final, decretando o fim da trajetória chinesa na competição.

No fim das contas, até o que eu havia esperado, foi ao contrário. O draft acabou sendo o ponto de vitória para a Liquid que dominou o jogo.

 

Parabéns, Team Liquid, pela excelente atuação na série, conseguindo retornar ao jogo nas duas primeiras partidas e dominar na quarta. Aaah, minha querida Liquid.

 

A Team Liquid está na final

 

E assim encerramos a primeira semifinal do MSI, com uma vitória fantástica da Team Liquid.

Amanhã o "Opinião do Bronze" retorna com a análise de G2 Esports contra SK Telecom T1.

Ontem, meu palpite foi totalmente furado. Para a próxima série, meu palpite é 3-2 para a SKT, mas ficaria muito feliz se a G2 vencesse. Só saberemos amanhã.

 

Tenham todos um bom dia e uma excelente série da semifinal, e fiquem em paz.

4 RESPOSTAS
Aronguejo

Re: "Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

queria vê a skt na final
Arauto

Re: "Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

MSI cheio de surpresas , principalmente pq eu esperava que o NA se saísse bem (lembrando da C9 no mundial 2018) , mas eu queria mt que aqui no Brasil nós ganhássemos o icone da INTZ MSI 2019... que nem a KBM
Aronguejo

Re: "Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

Como assim mano!? Eu jurei que a TL não ia passar!!!
Se a SKT passar DL terá cumprido com a promessa!!
Em grego: καιρός, "o momento oportuno", "certo" ou "supremo".
Lenda

Re: "Opinião do Bronze #9" - A maior surpresa de todas

Os caras fazem um 9-1 na fase de grupos no formato de md1, e ai perdem no primeiro mata mata, feelsbad. Será q a SKT is back? Se eles ganharem vai dar um hype grande.