cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

"Opinião do Bronze #3" - Come to Korea

"Opinião do Bronze #3" - Come to Korea

Bem vindos mais uma vez ao "Opinião do Bronze", o artigo onde a opinião dos esquecidos é exposta e, quase sempre, ignorada. Mas não importa. Aquele que lhes escreve o faz pelo prazer na escrita, já que sua habilidade in game é tão irrelevante que nem vale a pena ser trabalhada.

 

Hoje venho lhes falar um pouco sobre o dia que tivemos na Coréia. Logo mais teremos o início da super semana do CBLOL e novamente me lerão por aqui trazendo um breve histórico do que ocorreu.

Aqueles que ao menos se atentarem ao meu ícone de invocador além de notar que sou mesmo Bronze, verão que tenho, como time favorito, a KT Rolster (os ainda mais antigos podem se lembrar que anteriormente era o ícone da Chiefs [OPL], a qual ainda apoio, por se tratar de uma das regiões que mais acompanho). Então, como a KT enfrentou a Gen.G hoje, será o tema do artigo.

 

A manhã começou com um ótimo confronto entre SKT e Griffin, que a cada dia deixa mais claro que é hoje, o time mais consistente do split. O destaque vai para o último jogo que foi fechado de forma fantástica. Quem tiver olhos para ver que veja. A base da SKT estava aberta, sem torres do Nexus e após decidir por não levar o Nexus adversário depois de uma excelente luta (optando pelo seguro), iniciaram o barão deixando Jayce na base para controlar qualquer tipo de entrada inimiga. A Evelynn conseguiu entrar e colocar uma sentinela detectora, o que permitiu que o Yorick do Sword desse o teleporte, juntamente com a Irelia de Chovy e finalizasse o jogo.

 

O que realmente importa:

Jogo 1:

No confronto dos desesperados para não ficarem em segundo lugar no podium de pior time coreano do split (o primeiro lugar é, de longe, da Jin Air), as duas ex-campeãs mostraram que não estava pra brincadeira. A Gen.G (antiga Rox Tigers) - quem não se lembra do Worlds 2015 em que a paiN quase venceu a equipe que ainda se chamava KOO Tigers? - trouxe uma comp segura, com Gnar no top, Jarvan nas mãos de Peanut, Orianna, e a bot lane com Tristana e Galio.
A minha favorita, ex-campeã e toda poderosa (hoje nem tão poderosa assim) KT Rolster inovou nos picks/banns, sendo que optaram por quatro campeões que não haviam sido usados pelos players antes. Jayce para Smeb, Rek'Sai para Score, Azir nas mãos de BDD, e a bot lane com Kalista e Thresh.
As duas equipes se estudaram bastante no início. Não houveram grandes lutas no early game, e embora a Gen.G tenha conquistado o first blood, a KT conseguiu o primeiro dragão e o arauto, conquistanto a primeira torre (na top lane) antes da queda das barricadas.
Mesmo com uma luta perdida no covil do dragão alguns minutos depois, a KT ainda estava viva, conquistando o primeiro barão do jogo, mas sem conseguir fazer um bom uso dele.
No fim, com o barão vivo e a Gen.G com quatro dragões (embora estivesse atrás no número de torres), a KT optou por fazer uma jogada arriscada, iniciando o barão com dois jogadores enquanto os outros três controlavam as entradas numa tentativa de bait.

Como a Gen.G estava mais forte nesse momento do jogo, tudo que a KT não precisava era de uma luta em um local tão apertado quanto o covil do barão, ainda mais tendo um Gnr como inimigo. No fim das contas, foi o que aconteceu. Bônus garantido pela KT, que logo em seguida tomou o ACE e perdeu a primeira partida.

 

Jogo 2:

O segundo jogo começou bem controlado pela Gen.G, que além de conquistar o first blood, conquistou também o primeiro dragão. A resposta da KT veio com o Arauto do Vale e a primeira torre do top, mais uma vez. Smeb mais uma vez mostrou sua superioridade em relação a CuVee, tal como na primeira partida.
Smeb ainda fez grandes jogadas com seu Jayce. Quase eliminou Lulu enquanto splitava no top e chegou a eliminar o Gnar de CuVee mais uma vez, desta vez no bot, enquanto splitava. No entanto, a Gen.G controlava bem a movimentação, não cedendo grandes vantagens até os 25 minutos de jogo.
BDD também fazia um bom trabalho com seu Yasuo. Deixo registrado aqui para fins de consulta acadêmica a ult fantástica em CuVee na bot lane após a barrigada do Gragas de Score.
Pouco antes dos 30 minutos, a Gen.G iniciou o Barão, porém não conseguiu completá-lo e ainda perdeu CuVee mais uma vez, que esteve extremamente deslocado ao longo da partida. Isso garantiu tanto a T1 quanto T2 do mid para a KT que rotacionou para o barão. Na luta seguinte, chegaram a perder dois membros, mas eliminaram quatro antes de retornar a base. Smeb, por sua vez, eliminou a Kalista de Ruler no mid, garantindo o ACE. Depois disso, empurrando as lanes, conseguiram uma boa fight no bot que garantiu mais duas eliminações e o inibidor, porém conseguindo destruir apenas uma torre do Nexus, jogada que custou a vida de Score.
Aos 36 minutos, uma luta no mid pareceu que seria a entrega da KT, deixando de ser uma empresa de telecomunicações para serviços de entrega. Perderam Score mais uma vez, porém controlaram bem o dano, conseguindo mais um ACE e levando a série para a terceira e última partida.

 

Jogo 3:

O terceiro jogo começa com atitude. A KT, antes dos 2 minutos, consegue o first blood em Life (Galio) após um vacilo no rio.
A Gen.G respondeu mais tarde com o dragão infernal, enquanto no top, mais uma vez Score e Smeb mostravam sua sintonia. Depois de um excelente gank, o Gnar de CuVee foi eliminado.
A comp da KT não mudou muito desde o segundo jogo. Yorick para Smeb, Gragas novamente para Score, Yasuo para BDD mais uma vez, Kalista e Braum.
A Gen.G manteve Gnar nas mãos de CuVee pelo terceiro jogo seguido, trouxe Xin Zhao para nosso querido Amendoim (Peanut), Zoe (que havia sido banida nos outros jogos) para Fly, e repetiu a bot lane do primeiro jogo, Tristana para Ruler e Galio para Life.
Após os 14 minutos o jogo fica frenético. Ganks de Score no top, uma ótima fight no rio, boa sincronia de BDD e Score (com ultimates memoráveis do primeiro), mais um arauto para a KT e mais um first bric.
Aos 20 minutos, a KT tinha quatro kills à frente da Gen.G e 4-0 no placar de torres, sendo quase 4 mil de ouro de vantagem.
Aos 26 minutos, uma luta confusa no mid poderia ter mudado os rumos do jogo. Após os dois times se separarem em pequenas lutas, parecia que a Gen.G assumiria o controle da partida, entretanto a presença de Smeb foi decisiva e mesmo perdendo quatro membros, o ACE foi da KT. Em seguida, Smeb levou o inibidor do mid e ainda conseguiu um double kill contra Peanut e Life na rota inferior. Foi eliminado na entrada do rio pela por Ruler e CuVee, quase levando o último.
Essa movimentação rendeu o barão para a KT que continuou o avanço, necessitando apenas de uma última luta aos 30 minutos que lhes rendeu a vitória na série.

 

No frigir dos ovos:

A KT, assim, empata com a Gen.G e com Afreeca Freecs em vitórias, ficando à frente de ambas na tabela. A Jin Air conseguiu vencer a Afreeca ontem, o que acabou trazendo esta para a penúltima posição com os resultados de hoje.
No topo da tabela temos a Griffin invicta em séries e tendo perdido apenas dois jogos no ano. A SANDBOX vem logo atrás com 10 séries vencidas e 3 perdidas, seguida por SKT (9-4).
KT Rolster amarga a sétima posição, a qual será constestada no domingo pela própria Afreeca Freecs. A Gen.G enfrenta a Griffin o que deixa uma vitória bastante difícil. Na quinta-feira, dia 14, temos outra Telecom War, KT Rolster X SK Telecom T1. As últimas wars foram favoráveis para a SKT, que voltou a brilhar após um ano caótico em 2018. A KT ainda tem o que mostrar. Tem talento em seus jogadores e muita sinergia, principalmente entre Smeb e Score, mas ainda precisa se provar. Mostrar que a reformulação da equipe não foi o fim de uma era.

 

Se leu até aqui, muito obrigado.
Se não teve paciência, tudo bem, é somente a opinião de um Bronze, o que não melhora muito o seu dia.


Hoje é dia de volta do CBLOL, provavelmente me verão de novo por aqui.
Tenham uma boa noite, ótimos jogos e fiquem em paz.