cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Opinião do Bronze #7" - MSI: Primeiros dias

Highlighted

Opinião do Bronze #7" - MSI: Primeiros dias

Finalmente teve início o MSI. Sumi por algum tempo, mas vez ou outro reapareço com o "Opinião do Bronze". Não me importo se existem poucos leitores, o que importa é expor a minha opinião de bronze a quem tenha interesse em conhecer como vive, o que como, como  pensa um ser das profudezas da SoloQ.

 

Antes de tudo, peço desculpas pelo texto ter ficado tão longo, mas o tempo estava escasso, então achei melhor analisar os três primeiros dias em um artigo e os outros dois em um segundo texto. Talvez fique mais dinâmico.

 

Na semana seguinte, tentarei o possível para que os Playoffs sejam analisados diariamente.

 

Boa leitura.

 

DIA 1

JOGO 1

G2 Esports X SK Telecom T1:

 

Antes de comentar o jogo, um detalhe. Sempre que o Faker picka Azir, eu me lembro do MSI de 2016. Quem não se lembra das jogadas épicas do Azir do Faker durante o Main Event do Mid-
Season? Não só dele. Na época, durante um bom tempo os mid laners insistiram na escolha e fizeram jogos pavorosos.
Dessa vez, mesmo em um patamar bem maior do que naquela época, Faker não fez muito. Na prática, a SKT não jogou muito.
A G2 dominou o jogo do início ao fim, sempre controlando as rotações, distribuindo a vantagem com o Jayce de Wunder e, mais um detalhe, o excelente trabalho de neutralizar completamente o Sylas inimigo. Não havia uma ult, sequer, que valesse a pena ser roubada para uma jogada ofensiva, com exceção do Portal dos Reinos que, TALVEZ, pudesse dar vantagem aos coreanos, mas somente se estivessem à frente no jogo.
Um bom jogo, muito bem controlado e 
merecidamente vencido pela G2.

 

 

JOGO 2

Flash Wolves X Team Liquid:

 

Se perguntassem minha opinião sobre qual dos dois times saiu mais fortalecido das eliminatórias do Play- In, certamente eu diria que foi a Flash Wolves. Após perder o primeiro jogo
para a equipe do CEI, atropelaram os garotos sem piedade nos jogos seguintes.
A Team Liquid, por outro lado, venceu os três jogos contra os vietnamitas, porém teve maiores dificuldades em todos os jogos.
A Flash Wolves, em nível de hypagem internacional, só perde para a TSM. Isso considerando o período até 2017.
De toda forma, esperava por um jogo mais equilibrado. O que vimos foi um passeio dos americanos, que limparam a equipe da LMS em 27 minutos de jogo.
A Flash Wolves conseguiu um abate, apenas, e sequer levou alguma torre.
Não fosse a kill de Hanabi sobre Xmithie um pouco antes de morrer, teria
sido um jogo perfeito para a Liquid.

 

 

JOGO 3

Invictus Gaming X Phong Vũ Buffalo:

 

Sei não. Pra mim esse MSI fala chinês.

Particularmente, estava curioso para ver esse jogo. Por um lado, esperava um stomp tranquilo por parte da Invictus. Por outro, queria ver a atuação da Phong Vũ frente à gigante e como seria
a representação de um wildcarder no MSI.
O começo foi bem bagunçado. Aos 10 minutos de jogo os vietnamitas estavam com cinco abates, todos adquiridos em grandes vacilos e jogadas extremamente arrogantes por parte dos chineses, fora o dragão infernal.
Um dive aos 11 minutos legou mais quatro abates para a Phong Vũ, mas a experiência também tinha seu lugar de fala. Mesmo ficano atrás nas lutas, a Invictus continuava atacando e conseguindo pequenas vantagens em abates e barricadas.
A primeira torre a cair foi a favor da própria Invictus, pouco antes da queda das barricadas.
Convenhamos, os jogos metódicos não fazem parte da referência que temos da VCS, principalmente porque a região conseguiu seu lugar com os grandes jogos da GIGABYTE Marines, com inovações, jogos frenéticos do começo ao fim, composições bizarras e muita
diversão ao espectador.
No fim das contas, a partida foi uma bagunça. Mas foi uma bagunça devido à inexperiência, uma vez que não houve uma boa administração da vantagem por parte dos underdogs.
Aos 22 minutos, mais um erro da Phong Vũ deu a vantagem do Barão para a IG. No entanto, uma boa entrada de Zeros e companhia cedeu 4 abates aos vietnamitas, mais o Barão. Pra
compensar, a IG conseguiu um ACE.
Na luta pelo segundo Barão, o jogo se definiu, e mais uma vez, a experiência falou mais alto. Zeros, que começou bem no jogo e depois deu várias vaciladas, levou o inibidor do bot e chegou a levar as duas torres do Nexus, mas estava sozinho para o GG. Com um bom controle da IG de sua base e com um potente ataque pelo meio, era impossível que os búfalos voltassem para o jogo. Vitória chinesa. Os vietnamitas mostraram que tem capacidade de arrancar um jogo ou outro de um grande time, porém ainda peca mecanicamente. Já os
chineses, senti que sofreram do mesmo que a EDG sofreu em 2017 ao enfrentar a
INTZ na primeira partida do Worlds.

 

JOGO 4

SK Telecom T1 X Flash Wolves:

 

Aaah, a histórica rivalidade SKT X FW... Esse match tem história. No entanto, a Flash Wolves viu seu ritmo ir diminuindo cada vez mais ao longo dos anos, e por mais que ainda seja a equipe dominante na LMS, foi se ofuscando cada vez mais no cenário internacional. Viu equipes japonesas e vietnamitas crescerem e chegarem ao seu nível. Viu Raise Gaming (G-Rex) e MAD
Team ameaçarem seu trono, etc, etc...
Quem terminaria o dia 0-2???

A resposta veio de uma forma até esperada. Da mesma forma que os lobos não jogaram contra a Liquid, não jogaram contra a SKT. Mais uma vez uma partida apática.
Esperava mesmo que a Flash Wolves competiria com a Liquid pela quarta vaga nos Playoffs, mas com as atuações de hoje, é difícil acreditar nessa possibilidade. Claro, é apenas o primeiro dia, faltam mais oito jogos para se provarem.

 

JOGO 5

Invictus Gaming X G2 Esports:

 

Esta partida atrasou em uma hora, o que aumentou muito as expectativas de quem ficou tanto tempo no aguardo.
Certamente seria uma das melhores partidas do dia e garantiria qual das duas equipes terminaria 2-0 no primeiro dia.
O que vimos foi um verdadeiro passeio dos chineses, dominando completamente a equipe europeia e nos presenteando com jogadas lindíssimas de TheShy com sua Akali.
A G2 até tentou responder, mas o domínio da Invictus foi completo.

 

JOGO 6:

Team Liquid X Phong Vũ Buffalo:

 

As duas equipes já haviam se enfrentado em uma MD5 nos Knockouts. A Team Liquid venceu a série em um belo 3-0 mesmo tendo certa dificuldade.
É interessante observarmos a Phong Vũ. Todos nos lembramos de quando esse time
(e alguns dos jogadores da line-up atual) apareceu nos torneios do Wildcard, mas como Saigon Jokers. O time era absurdamente fraco. Em 2017 vimos uma Young Generation, que saiu 2-2 do Play-In do Worlds, quase vencendo a Fnatic por duas vezes. No round 2, foi eliminado pelos chineses da Team WE por 3-0 em uma MD5. Se tornaram Phong Vũ logo em seguida,
chegando ao Worlds 2018 e terminando em último lugar no Grupo A, tirando jogos de Flash Wolves e G2 Esports.
Mas hoje, enfrentaram novamente a Team Liquid. Começaram de forma razoável, conquistaram o first blood na bot lane (lembremos que havia uma Lux suporte). No entanto, aos 23 minutos, durante uma tentativa de limpar a visão da Liquid, a Phong Vũ perdeu três jogadores. Isso
deu o Barão aos americanos e praticamente definiu um jogo, que já estava controlado. Jensen,
particularmente, fez um excelente trabalho com sua Akali.
E assim, simples, aos 28 minutos, a Liquid invade a base inimiga e inicia a luta final, encerrando o primeiro dia do MSI.

 


DIA 2

 

JOGO 1

G2 Esports X Team Liquid:

 

Ah, a grande rivalidade entre LCS EU (hoje LEC) e LCS NA... É sempre bom ver as grandes potências ocidentais se enfrentando, mas nos últimos anos, tal embate tem se tornado cada vez mais previsível. Exemplo? Rift Rivals 2018. A Europa simplesmente aniquilou a América do Norte. Somente a Splyce deu uma bela decepcionada, mas o restante mostrou um enorme distanciamento entre as duas regiões.
O início do jogo foi bem controlado pela G2, mas a Liquid conseguiu responder na bot lane, eliminando Mikyx e Perkz, levando o primeiro dragão e barricada.

Por mais que houvesse resposta, não adiantava, parecia que o time de Caps e companhia sempre estava um passo à frente. O próprio Caps, aos 20 minutos, solou Impact no bot de forma incrível, diga-se de passagem...
Aos 25 minutos a G2 criou uma excelente fight na mid lane. Caps fez um trabalho incrível,  chegando de TP pelo flanco. Chegou a perseguir a Liquid na base com T2 de pé. Foi a luta que definiu o jogo.
Depois disso foi só manter o controle.
Nem foi necessário fazer o Barão. Após a separação do time da Liquid, a G2 conseguiu quatro eliminações e fechou o primeiro jogo do dia, provando a superioridade da Europa sobre a América do Norte. Foi o jogo do Caps.

 

JOGO 2

Phong Vũ Buffalo X Flash Wolves:

 

Esse era um jogo importante e eu, pessoalmente, estava muito empolgado. A LMS se tornou região independente bem antes da VCS. Chegaram a empolgar muita gente no passado, porém perderam muita credibilidade. A Flash Wolves, principal nome da região, domina a LMS desde o início. Hoje, o que existe é uma região estagnada.
A VCS, por outro lado, após dominar a GPL por um bom tempo, ganharam o status de região independente. A Marines era o nome mais conhecido da região. Vimos a EVOS dar as caras e logo depois a Young Generation.

Era um confronto importante, pois poderia confirmar a estagnação da LMS e o crescimento da VCS, a colocando entre as regiões medianas, ao lado de LCS e a própria LMS.
O first blood foi da Phong Vũ, que garantiu também o arauto. A Flash Wolves compensou com o primeiro dragão e com a primeira torre do jogo na bot lane.
Uma boa luta na top lane, a Phong Vũ garantiu mais três eliminações. No mesmo momento, Rather conseguiu duas eliminações na bot lane.
Aos 16 minutos, uma outra luta garantiu mais três eliminações aos búfalos, e ainda, o Dragão Infernal. Parecia ser um jogo com cara de vietnamita, mas ainda tinha muito o que acontecer. 
Aos 23 minutos, após garantir o dragão infernal, a Phong Vũ tentou um pickoff em Rather, mas perdeu três jogadores e o Barão. A resposta foi uma luta no covil que garantiu mais três
eliminações aos búfalos. No entanto, a Flash Wolves já havia voltado para o jogo.
Foi uma partida muito divertida de se assistir. Aos 28 minutos, outra luta. Três abates a dois, em favor da Flash Wolves, mas um dragão da montanha para a Phong Vũ.
Aos 30 minutos, uma péssima iniciação dos vietnamitas garantiu três eliminações à Flash Wolves, que garantiu mais um Barão, dessa vez de forma limpa.
Aos 39 minutos, após uma luta estranhíssima em frente ao Barão, a Flash Wolves consegue o dragão ancião e um pickoff na Rek'Sai de Xuhao. O terceiro barão foi simplesmente derretido e o jogo terminou aí. Aos 41 minutos, a Flash Wolves iniciou a luta final e terminou com vitória.
A Phong Vu, mais uma vez, pecou na tomada de decisões e deixou a Flash Wolves crescer. Infelizmente, ainda pecam no momento de decidir os jogos.

 

JOGO 3

Team Liquid X Invictus Gaming:

 

É... O que se desenha é um MSI que fala mandarim fluentemente...
Aos 2 minutos a IG já conseguiu duas eliminações, dando uma vantagem enorme para a poderosa bot lane chinesa.

O jogo foi extremamente controlado. A Liquid chegou a conseguir abates e torres, mas a resposta dos chineses sempre era mais forte. Não havia forma de lutar, a IG estava muito à frente.
Jensen, novamente fez um péssimo jogo. Aos 22 minutos já estava 0/3.
Aos 25 minutos, mesmo com a IG com o Barão, a Liquid conseguiu dois pickoffs e aparentemente ainda respirava. Chegaram a se aproximar dos chineses no número de abates. DoubleLift conseguiu crescer no jogo e ficou gigante. O que os americanos precisavam era segurar o jogo e esperar seus campeões crescerem, porém a IG sabia muito bem disso.
Uma luta definiria o jogo. Se a Liquid vencesse, se restabeleceria de vez. Se a IG vencesse, era só levar a base.
Foi aos 31/32 minutos. A Invictus simplesmente limpou os adversários. Conseguiram 4 abates e levaram o Nexus.

Domínio, paciência, maestria...

 

JOGO 4

SK Telecom T1 X Phong Vũ Buffalo:

 

Esse era um jogo complicado. Todos nós queremos ver a Phong Vu vencer alguma coisa, mas sabíamos da previsibilidade desse confronto.
Foi um jogo extremamente dominado. A SKT colocou muita pressão no early game, não perdeu nem uma torre (apenas uma barricada, se lhes serve de consolo) e um Barão limpo aos 21
minutos. Clid foi o grande nome da partida. Juntamente com Khan dominaram o top e neutralizaram a Fiora de Zeros.
Aos 28 minutos, plácidos, conseguiram o ACE e venceram a partida.

 

JOGO 5

Flash Wolves X G2 Esports:

 

Ambas as equipes vinham de vitória. A G2 venceu a Liquid no início do dia, ao passo que a Flash Wolves venceu a Phong Vũ em uma bela virada. Os europeus tinham a obrigação de vencer para
encaminhar sua classificação no top 4.

Aquela G2 que dominava a Europa e decepcionava o mundo não existe mais.
A Flash Wolves fez um bom jogo. Conseguiu bons pickoffs, roubou um dragão infernal, chegou a iniciar o Barão após eliminar dois campeões inimigos. No entanto, ao fazer isso, Caps conseguiu roubar o tal Barão e com a ajuda de Wunder, garantiu mais quatro eliminações. Essa luta definiu o jogo. Tentaram terminar o jogo, mas demorou um pouco mais. Fizeram o  segundo Barão e
venceram o jogo aos 32 minutos.

 

JOGO 6

Invictus Gaming X SK Telecom T1:

 

Alguém sabe explicar o que cargas d'água aconteceu no jogo mais esperado do dia?
A carreta que atropelou a SKT no jogo mais rápido da história do MSI (quiçá do competitivo) com certeza era da Huawei. Foi um stomp, desde o primeiro minuto de jogo a Invictus já construía sua vitória absoluta.
A primeira torre do jogo caiu com pouco menos de sete minutos de jogo. JackeyLove já estava gigantesco com seu Draaaaaaaaaaaven.
O Arauto foi solto no mid, levou T1, T2 e T3. Em seguida, duas eliminações pra cada lado e inibidor aberto em favor da IG.
Com 16 minutos de jogo, vitória chinesa. Simples assim...
Destaque para Ning que fez um jogo brilhante com sua Camille.


Encerramos o dia com um passeio chinês sobre jovens coreanos, muito embora fossem compatriotas de Rookie e TheShy.

 


DIA 3

 

JOGO 1

Team Liquid X SK Telecom T1:

 

Começamos o dia com um confronto de Ocidente/Oriente. Quem diria que seria da Europa que sairia o bastião defensor dos valores ocidentais (é, não teve graça)...
O jogo em si foi bem controlado pela SKT. A Liquid vinha de um dia fraco onde perdeu os dois jogos. A SKT se encontrava em situação semelhante, pois o atropelo frente à IG no dia anterior
certamente foi desmoralizante.

Na bot lane, DoubleLift ficou muito atrás. Teddy conseguiu uma vantagem enorme no ouro e ao lado de um Galio, certamente faria estrago.
Jensen mais uma vez fez um jogo fraco. A Liquid em si dependia muito do tempo. Gangplank, Ryze e Varus não conseguiam segurar o avanço coreano, principalmente com o crescimento
absurdo de Teddy. A vitória foi tranquila, sem sustos. Foi um domínio completo, do início ao fim. É até algo que tem me desagradado nesse MSI. A maior parte dos jogos estão sendo assim, com um claro domínio de uma das equipes. O jogo mais disputado até então foi entre Phong Vũ e Flash Wolves. Até o jogo que opôs as duas grandes potências asiáticas terminou no stomp mais rápido da história do MSI.
Aos 29/30 com 5 dragões (sendo três da montanha) e não tendo perdido sequer uma torre, garantiram o ACE e encerraram o jogo.

 

JOGO 2

Flash Wolves X Invictus Gaming:

 

No primeiro minuto de jogo, a Flash Wolves conseguiu o first blood sobre o coreano TheShy. Poderia ser o início de uma nova fase por parte dos lobos de Taipei. São eles que lutarão contra
Team Liquid pela 4ª vaga da próxima fase do campeonato. No entanto, isso não é nada animador, pois nessa próxima fase enfrentarão a Invictus... Não é um cenário muito nteressante, mas vale a pena ao menos ter chegado lá.

Curiosamente, o jogo estava interessante para a Flash Wolves. Estavam em vantagem e fizeram os chineses suarem. No entanto, eles mostravam como são fortes. Mantinham o ouro próximo e não permitiram um crescimento exponencial por parte dos lobos.
Houve um momento em que realmente parecia que daqui sairia a primeira derrota da IG. Os lobos conseguiram até um ACE na partida. Chegaram a um ponto crítico onde tinham ampla vantagem.
A Invictus nos lembra a SKT de alguns anos. Mesmo que estivessem atrás, não perdiam totalmente o controle. Um passo em falso e eles voltavam com tudo. Foi justamente o que aconteceu. Aos 29 minutos, uma boa call da IG levou todo o time para o covil do Barão pelo Portal dos Reinos de Rookie. Derreteram o Barão rapidamente e JackeyLove garantiu um quadra kill.
Pronto. Isso definiu o jogo. Um belo balde de água fria na FW.
O fim se deu pela passividade dos lobos ao conseguir uma boa vantagem e não transformar em vantagem real. Isso somado à grande capacidade de resposta da IG e de toda a habilidade desses players. Aos 43 minutos de jogo, os chineses fizeram o Dragão Ancião e o Barão levando também o jogo.

 

JOGO 3

Phong Vũ Buffalo X G2 Esports:

 

Os búfalos jogavam em casa e não tinham absolutamente nada a perder. Faziam bons jogos, mas não conseguiam vencer. Sempre por vacilos, decisões duvidosas, enfim...
Começaram bem, conseguiram o first blood sobre Perkz e poucos segundos depois quase levaram também Mikyx.

No mid, Naul e Meliodas levaram Jankos e Caps em uma jogada belíssima.

Aos 9 minutos, outra jogada excelente de Meliodas no mid. Além de levar Jankos na selva, levou Caps mais uma vez. Aos 10 minutos, o placar estava em 8-0 para o time da casa.
O que houve com a G2? Podemos encontrar justificativas. Displicência? Creio que não. O draft? Talvez. Mas a melhor justificativa é a mais plausível. A Phong Vũ jogou muito bem. Começo a me
perguntar: "se Meliodas tivesse jogado no primeiro jogo contra a Invictus, ou melhor, se a Phong Vũ como um todo tivesse jogado assim contra a Invictus na primeira partida, será que o
resultado seria diferente?" Jamais saberemos, mas é interessante ver como a equipe europeia foi dominada do início ao fim. Claro, sempre existia a possibilidade do erro por parte dos
vietnamitas, mas mesmo assim, a distância entre a G2 e a virada ficava cada vez maior.
Novamente a Phong Vũ mostrou suas dificuldades em terminar os jogos. Se houvesse maior experiência para esse momento, certamente teriam conseguido uma vitória muito mais cedo na
competição.

Aos 30 minutos, após uma luta fantástica, o time da casa conseguiu o ACE e finalmente, o jogo. Finalmente, a primeira vitória da Phong Vũ.

 

JOGO 4

Team Liquid X Flash Wolves:

 

As duas equipes vinham de derrotas. A da Flash Wolves era ainda mais pesada. Por mais que tenha perdido para o melhor time da competição que até o momento está invicto, a forma como
aconteceu foi dolorosa. Após conquistar tanta vantagem, uma derrota era inacreditável.
Foi um jogo interessante por se tratar dos dois times que disputam a quarta vaga para a próxima fase. Era hora de ambas se provarem, principalmente a Liquid que poderia amargar sua quarta
derrota seguida. Lembremos que no primeiro jogo entre ambos, a vitória veio tranquila americanos.
A partida ficou bem equilibrada em sua maior parte, no entanto, a Flash Wolves conseguiu uma boa vantagem e ficou à frente. No fim das contas, a luta dos lobos estava muito melhor. Aos 26
minutos conseguiram o Barão e definiram o jogo.
Foi aos 33 minutos que a Liquid mais uma vez tentou uma luta, mas a Flash Wolves aproveitou de sua vantagem, Betty conseguiu triple kill e a equipe finalizou o jogo.

 

JOGO 5

SK Telecom T1 X G2 Esports:

 

Começaram aqui os jogos de volta do campeonato. No primero dia, logo no jogo de estréia, a G2 venceu de forma extremamente convincente. Hoje, SKT poderia terminar 2-0 e G2 0-2. Era um jogo complicado, mais uma vez.
Começamos nos picks/banns com um fato curioso. Khan havia escolhido Jayce. Wunder, como resposta, escolheu Pyke. Não parecia fazer muito sentido, mesmo porque no início ele foi simplesmente dominado.
Nos minutos iniciais, SKT abriu uma boa vantagem. O foco era sempre o top. No entanto, foram nos 12 minutos que o jogo tomou outro rumo. Wunder conseguiu três abates seguidos na selva coreana, invertendo o que aconteceu no início do jogo. Daí em diante, só deu G2. O
grande campeão foi o Pyke, o grande nome foi "Wunder".
Mesmo que ambas as equipes tenham entregado abates totalmente desnecessários, a G2 não perdeu o controle.
Aos 31 minutos, a SKT vacilou lindamente, a G2 conseguiu o ACE, o Barão e o jogo.

 

JOGO 6

Invitus Gaming X Phong Vũ Buffalo:

 

Para terminar o dia, contamos com uma partida rápida. O jogo que opunha os dois extremos da tabela. Lembremos que no primeiro jogo, a IG passou sufoco contra os búfalos, mas hoje, não ocorreu nem 1/3 do que vimos no primeiro dia.
Uma palavra define essa partida: "controle". Foi tudo que a IG precisou. Calma, paciência. Jogaram o que sabem e foi o que garantiu a vitória. A Phong Vũ mostrou muito de sua afobação e o fracasso das tomadas de decisões.

Por mais que tenham feito uma bela jogada aos 14 minutos, continuavam atrás.
Esses garotos são ferozes. Não pararam em momento algum, continuavam indo pra cima e tentando criar. Obviamente, não tinham nada a perder. Buscaram os objetivos, dragões, arauto, mas nada disso foi suficiente.
Aos 21 minutos, a IG conseguiu três abates e levou duas T2.
Depois disso, foi simples fazer o Barão e terminar o jogo, tranquilamente.

 

Terminamos assim o terceiro dia e também, este longo artigo.
Mais uma vez, peço desculpas pelo texto ter ficado tão longo, mas o escrevi durante os três dias e achei melhor publicar como um só, deixando os outros dois dias para um novo artigo.
Melhor que acompanhar o MSI, só ver o Manchester City conquistar mais um título na Premier League.

 

Agradeço a todos que ficaram até aqui e logo teremos mais um "Opinião do Bronze", expondo a opinião do submundo a respeito dos grandes campeões do mundo.

1 RESPOSTA

Re: Opinião do Bronze #7" - MSI: Primeiros dias

Bom trabson
Aderi a campanha #VoltaBoards