cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

A prova definitiva de que a RITO não aprende com o passado

A prova definitiva de que a RITO não aprende com o passado

Eu estava extremamente hypado com o mundial, afinal são 10 anos desse jogo lindo maravilhoso com personagens cativantes e bem desenvolvidos (sem ironia). Porém uma coisa que me deixou bastante... "irritado" (?) (ou talvez frustrado seja a palavra melhor) foi o fato do quanto que a Kai'Sa e a Xayah/Rakan foram predominantes na botlane. Eu adoro as plays da Kai'Sa, principalmente a ult e como main Rakan, ver a dupla de passarinhos na botlane é divertido. Mas eu vou focar na Kai'Sa nesse post.

 

Kai'Sa é um campeão extremamente difícil de se balancear, pelo simples fato de ela ser um "pau pra toda obra".

Ela tem dano AD, dano AP, um snipe, um dash (que se torna dash com invisibilidade), tem um burst absurdo com o Q, uma passiva de marcas incrivelmente quebrada no nível 1, uma ult com reposicionamento ou disengage + escudo. Com todo perdão aos main Vaynes de plantão, mas ela é uma Vayne aprimorada pra caramba. Teoricamente ela era um campeão de alto risco/alta recompensa, mas ela não tem risco.

Claro, assim como aconteceu com o Aatrox, tirar uma "característica" da personagem seria de certa maneira frustrante para quem joga com ela. Então, tentar balancear ela com nerfs e buffs é o mais viável PARA O MOMENTO ATUAL. 

Resumindo: Não podia dar em outra, campeão OP que monopolizou o mundial.

 

Mas ok, Mundial tá quase acabando e eis que vejo a mais nova personagem que meu passarinho terá que enfrentar: Senna. E... A Riot conseguiu repetir o mesmo erro. Fizeram uma campeã que tem um kit absurdamente cheio de overkill que vai ser um absurdo de se tentar balancear.

Fizeram um "ADC suporte" com:

 

Passiva a la Thresh, mas com buff de kindred: alcance, dano e chance de crítico e além disso, pelo que eu assisti até agora, há um ganho de 3 de ouro por alma coletada.

Além disso, o próprio alcance "natural" do autoataque é ridiculamente alto para os padrões de um suporte.

 

Q de alcance ridiculamente alto que dá dano e cura. Claro, tem sua dificuldade de se conseguir extrair 100% da habilidade, pois terá de haver alinhamento entre seu adc e o inimigo. Entretanto, todo autoataque reduz o cooldown do Q.

 

W em área que pode ou não ser OP. Mas acredito que seja a habilidade mais justa no kit dela.

 

E que concede Velocidade de movimento, camuflagem para ela e inimigos e ainda fornece uma baita área estratégica para se fazer baits (as possibilidades são imensas) e que mantém aliados como inalvejáveis.

 

R Uma ult à lá lux com alcance global, literalmente um arrasa quarteirão que cura e causa dano em inimigos no centro. 

 

Eu entendo o lado da Riot de querer inovar no cenário, fazer campeões com mecânicas interessantes e tudo mais, mas tem ideia da dificuldade que será balancear um campeão com um kit de tamanha densidade? SE será possível balancear isso? A Senna é um campeão que pode literalmente quebrar a lane dos suportes por ter um conjunto de habilidades que são muito densas e dificilmente terão algum counterplay real. Qual a fraqueza dela? Ela não tem Dash e provavelmente deve ser squishy. Só.

Mas vamos esperar e torcer pelo melhor. Não sei se ela será uma campeã justa de se jogar contra, mas veremos...

Tags (1)
2 RESPOSTAS
Highlighted
Arauto

Re: A prova definitiva de que a RITO não aprende com o passado

KaiSa esteve presente em praticamente todos os metas.
A maneira que ela se adapta é de dar inveja pro KhaZix.
Na Season 8, quando os adcs praticamente morreram, ela balançou mas não caiu.

Como o Woods disse: "Kha Zix adc"
Aronguejo

Re: A prova definitiva de que a RITO não aprende com o passado

Eu n sei vcs, mais fico enojado vendo estes champs, que fazem tudo, mesmo n sacrificando nada, aparentemente é isso que a comunidade quer, champs roubados, com pouca chance de counter-play do adversário. Queria ver o game mais balanceado com as classes fazendo suas funções, e n coisas bizarras como suportes que curam, dão dano, ficam invi e escalam.