cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Tomara que este post chegue na página 20 e seja deletado.Seria hilário.
Dragão

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

so porque eu falei...

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Sim, entendi. Só não acho bacana você me incluir nesse grupo sem me conhecer. Essa é a primeira vez que comento em um tópico aqui no fórum sobre um assunto assim, e minha intenção foi apenas de descontração.
Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Fizeste a analogia quase correta, mas interpretou errado no final.
"...sociedade achava aceitável para uma menina."

Uma boa colocação, mas isso só quer dizer que o mercado se modela de acordo com o perfil do seu público.

A preferência dos jogos em sua grande maioria sempre foi para meninos, o motivo? A maioria deles se idetificaram com os e o a partir dai o mercado fluiu.

No entanto sempre teve meninas que se interessavam, mas a audiência não era tão grande e também os jogos não eram tão atrativos para a maioria delas, afinal elas não eram o publico-alvo inicial, isso é algo que vem desde de Dugeons&Dragons.

Como a grande massa era masculina, as mães que viam suas filhas jogando achando aquilo errado e tentavam inibir isso, grande erro das mães, mas não as culpe, o passado das mulheres foi obscuro e aquela cultura erronêa esta impregnada até hoje, mas de uma forma cada vez mais ínfima.

Agora o publico-alvo está sendo incluindo as mulheres pois o mesmo está crescendo e consequentemente dando lucro.
Antigamente os jogos não eram assim, veja a lista deles e poderá identificar que o publico alvo sempre foi o masculino, no entanto os jogos de plataforma (estilo Mario bros) foram os que começaram a abrir o olho do mercado.

Veja o LOL mesmo, tentnado incluir o máximo de jogadores, tem de todos os estilos.

Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

"Falou mto e falou besteira", o primeiro comentário do post foi mais ou menos isso, não sei a necessidade das pessoas de desmerecerem tudo que os outros falam, mas enfim.

@Teemö, A Riot possuía duas salas lá nesse evento, sendo que como eu disse no post as coisas interessantes sobre a Riot estavam nessa sala 613.

A Riot disse que essa sala seria focada nas mulheres e não-binários, também li isso, mas o ponto é, em nenhum momento foi dito que os homens estariam proibidos na sala.

Até que chegou a manha do dia do evento, quando os homens começaram a ser barrados e a Riot resolver avisar postando no Reddit/Twitter que era só para mulheres e não-binários, e disseram a partir de qual horário o "resto" poderia participar. Mas praticamente tudo que não fosse esse horário específico das mulheres, eram coisas relacionadas a cosplay.

Então assim, várias pessoas foram lá pela Riot, quando você lê que era uma sala de apoio as mulheres e não-binários, qual o problema de participar se você também é um apoiador?!

Então essas pessoas pagam e vão pra lá, mesmo que não fosse pago, muitas pessoas viajam pra ir e dedicam um tempo à isso, só pra chegar lá e descobrir que você não tem o direito de participar por ser homem.

Eu sou a favor da inclusão das mulheres nesse meio, se você tivesse lido minhas respostas aos comentários machistas você perceberia, o que eu sou contra não é a inclusão delas e uma área exclusiva pra elas. É que se pelo menos os homens soubessem antes de pagar/ir pra lá, que a única coisa relacionada a Riot que eles poderiam ver seriam cosplays, não teria sido mais correto? Tipo, muita gente ainda ficaria triste, por não ter as outras coisas, mas seria só tristeza passageira e não participariam.

Mas ainda assim eu não vejo o porque de bloquear todo e qualquer homem nas principais atrações de um evento que só acontece uma vez por ano.

É correto incluir alguém em um lugar e remover quem já estava lá porque eles já ficaram muito tempo lá, sendo que há espaço pra todo mundo?
Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.


@ROXO ENCARNADO@  escreveu:

@BRZI 2 comentaram isso no Reddit?


paro de publica os ecchi?

Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

@Morion

Acredito que isso seja pela baixa quantidade de mulheres no mercado de jogos, se vc parar pra pensar isso é um tipo de exclusão.

"

The first two events of room 613 will be only open to women and nonbinary folks.(there might be some exceptions. I will try and post on Twitter the sechedule everyday) However, all the activities of the room will be open to all after 3pm, including the "Ask a Rito" time. Smiley Very Happy



Riot swimbananas - 6 days ago"



Basicamente os exclusivos feminino são

Art + Champions/Skins Design

How to be a Producer

Arte + como ser um produtor, algo pro mercado de trabalho, "incentivo pra aumentar o interesse do público feminino na profissão)



Eu vejo isso como um balanceamento, se vc parar pra pensar a maioria das profissões relacionadas a games e computador são acupadas por homens, se for por exemplo 70% homem e 30% mulher na hora de contratar pessoas com as mesmas capacidades, isso já não é uma exclusão? Eu vejo esse evento como uma forma de balancear essa diferença(e melhorar a imagem da riot).



obs: não cheguei a ler suas respostas aos comentários, dps vou dar uma olhada
Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

@Teemö

Eu mesmo sou desenvolvedor e sei bem que nessa área é escassa a participação das mulheres, eu até poderia citar as diferenças cerebrais entre homens e mulheres que normalmente fazem com que elas sejam mais de humanas e os homens mais de exatas, pra tentar justificar o porque de haver menos mulheres nessas áreas, mas não acredito que seja só por isso.

Concordo que as mulheres são desencorajadas a seguir nessas áreas, por familiares, amigos e etc...

Mas para início de conversa, o PAX é um evento para pessoas que já estão envolvidas nesse meio, a Riot não estaria atraindo mais mulheres para a área tecnológica, porque muito provavelmente essas pessoas já fazem parte dessa área, já jogam, ou já tem interesse em seguir uma carreira do tipo para participar nessa sala.

Eu até gostaria que esse fosse o motivo de eles terem feito essa sala só para mulheres, mas é muito mais provável que eles tenham decidido isso pra "balancear" o escândalo com machismo que eles se envolveram recentemente e não pra balancear uma desiguadade social.

E ainda assim, em qualquer uma das hipóteses eu discordo da decisão de barrar qualquer um que não seja mulher ou não-binário.

Mas na sua hipótese, se você só deixa as mulheres lá, os homens vão continuar não vendo as mulheres querendo participar desse mundo e continuar alimento o esteriótipo de que é área de homem, e elas continuariam recebendo essa pressão social porque só elas sabem que elas querem e que podem...

E na minha hipótese:

 


@Morion@  escreveu:
@Oryaeu não concordo que eles precisavam ser tão radicais, o rage de quem não pôde participar desses eventos no NA é muito, os homens vão ficar ressentidos com a Riot por uma decisão dessas e inconscientemente eles podem até culpar as mulheres por uma decisão dessas, o que só vai causar mais desigualdade, por que afinal, foi sexismo do mesmo jeito que as mulheres reclamam.

É tipo aquela frase: "Não se resolve violência com mais violência", e nesse tipo de situação, pessoas que eram a favor dos diretos das mulheres podem acabar mudando de ideia, por pensarem que apoiar os direitos delas vai significar o mesmo que perder os próprios direitos.

Tá vendo que não precisava começar com essa frase: "mds.....tantas palavras transformadas em merda....apaga isso, dá tempo ainda". kkkkkk


Pelo menos é a minha opinião, mas entendo se não concordar.

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.


@Torra Houkz@  escreveu:

@ROXO ENCARNADO@  escreveu:

@BRZI 2 comentaram isso no Reddit?


paro de publica os ecchi?


@Torra Houkz uma vez postei varias imagens da Ahri com um picole e o post foi deletado...

Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Não foi minha intenção lhe incluir ou excluir de algo AmericanTundra.Só generalizei.Sei que ninguém gosta de ser taxado.Mas por exemplo, o seu ícone representa que joga de Janna, não é mesmo? É apenas isso.É só uma maneira que nós encontramos para discutir no antigo fórum de balanceamentos. (Nós que eu digo pois não fui eu que inventei esses grupos, foi o pessoal do fórum).É só para facilitar, por exemplo, quando falamos dos main assassinos, main tank, mains jg.Se lhe agredi de alguma forma peço perdão.Não é essa minha função.
Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

@Teemö
Sua mãe era pau-no-*Teemo* nesse aspecto, proximo.

@DarknessPuppy

Não lembro de ter citado genética, mas OK.
E não, não é pois "a sociedade fez assim", começou assim naturalmente e as gerações futuras apenas retificaram.
BTW, "a sociedade" não é um agente.

@Esperança e Amor

Pau no *Teemo* delas, meu caro, vai mesmo se incomodar com cada random que passa?

Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Vamos fazer um rapido exercicio:

Janna, Soraka, e etc tem fama de ser "campeões de mulheres e homossexuais":

-A priori, simplesmente inventaram um dia dai a enorme maoria das mulheres homossexuais começaram a jogar com eles e os que não se enquadram nestes grupos pararam?

OU

-Naturalmente mulheres e homossexuais jogaram mais com estes campeões e, por conta da observação da realidade, criou-se esse estigma?
Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.


@Igorhokage@  escreveu:
Mano, as coisas mudam mas há coisas que não mudam.Em 2005 a maioria das mulheres férteis pré-25 anos não gostava de nerds de lan house, é como o colega falou acima.Da mesma forma, hoje em dia muitas não gostam, e as que gostam é por ter passado a jogar algum jogo antes masculinizado e/ou pela derrocada das lan houses, a popularização dos consoles e dos computadores de mesa.É lógico que uma pessoa com um computador de mesa em casa e com algum tempo livre vai se sentir tentada a instalar um jogo.E é claro que vai conhecer pessoas novas btw
Só que antes elas não se interessavam por esses lanhouseiros por eles não serem deslocados socialmente igual os ''machões'', ou ''cafajestes''.E atualmente até mesmo os ''cafajestes'' /deslocados socialmente estão jogando jogos online (principalmente por ter um computador em casa).Ou seja, o fato que não muda é o de que os públicos se deslocaram mas os fatores atrativos continuam os mesmos.

Deve ser porque as mulheres, quando crianças, são incentivadas a brincar de bonecas e fazer comidinha, essa cultura impede que elas se interessem por video-games, pois não são apresentados pra elas. Por isso que não ''se interessavam por esses lanhouseiros'', pelo fato de não terem contato com video-games, então passou-se a ficar a ideia de que jogos são coisas de gente besta. Tanto que, até mesmo os garotos que não se interessavam por games também falavam que isso é coisa de gente besta, não eram apenas as mulheres. A diferença é que a maioria das mulheres não conheciam os jogos, então era mais fácil ver uma mulher dizendo isso do que um homem. Hoje em dia ainda é assim, mesmo que menor que antigamente, ainda é bastante. Porém com o tempo creio que isso não vá mais existir, com o avanço da tecnologia, é mais fácil conhecer jogos, mesmo que você seja estimulada a brincar de casinha quando criança. Também tem o fato de que os pais hoje em dia estão mais aptos a mostrar essa cultura dos games às meninas, e quando essas tiverem filhas irão incentivá-las a jogar, e assim sucessivamente.


Arauto

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.


@Digimão@  escreveu:

@Igorhokage@  escreveu:
Mano, as coisas mudam mas há coisas que não mudam.Em 2005 a maioria das mulheres férteis pré-25 anos não gostava de nerds de lan house, é como o colega falou acima.Da mesma forma, hoje em dia muitas não gostam, e as que gostam é por ter passado a jogar algum jogo antes masculinizado e/ou pela derrocada das lan houses, a popularização dos consoles e dos computadores de mesa.É lógico que uma pessoa com um computador de mesa em casa e com algum tempo livre vai se sentir tentada a instalar um jogo.E é claro que vai conhecer pessoas novas btw
Só que antes elas não se interessavam por esses lanhouseiros por eles não serem deslocados socialmente igual os ''machões'', ou ''cafajestes''.E atualmente até mesmo os ''cafajestes'' /deslocados socialmente estão jogando jogos online (principalmente por ter um computador em casa).Ou seja, o fato que não muda é o de que os públicos se deslocaram mas os fatores atrativos continuam os mesmos.

Deve ser porque as mulheres, quando crianças, são incentivadas a brincar de bonecas e fazer comidinha, essa cultura impede que elas se interessem por video-games, pois não são apresentados pra elas. Por isso que não ''se interessavam por esses lanhouseiros'', pelo fato de não terem contato com video-games, então passou-se a ficar a ideia de que jogos são coisas de gente besta. Tanto que, até mesmo os garotos que não se interessavam por games também falavam que isso é coisa de gente besta, não eram apenas as mulheres. A diferença é que a maioria das mulheres não conheciam os jogos, então era mais fácil ver uma mulher dizendo isso do que um homem. Hoje em dia ainda é assim, mesmo que menor que antigamente, ainda é bastante. Porém com o tempo creio que isso não vá mais existir, com o avanço da tecnologia, é mais fácil conhecer jogos, mesmo que você seja estimulada a brincar de casinha quando criança. Também tem o fato de que os pais hoje em dia estão mais aptos a mostrar essa cultura dos games às meninas, e quando essas tiverem filhas irão incentivá-las a jogar, e assim sucessivamente.


Errado, mesmo sem incentivos elas o fazem naturalmente

 

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

Se a sociedade nem sequer pune direito todos os crimes contra as pessoas, pior ainda com mulheres, como aqui no Brasil, quem dirá que a Riot que, quando denunciamos um jogador tóxico e extremamente preconceituoso, vai defender as mulheres?

A empresa só quer dinheiro. Vocês estão se cegando! E só quem é mulher sabe o.que é ter uma **bleep** e ser hostilizada a todo momento. Já pensou em tentar criar a EMPATIA dentro de você?
Nem todo garoto é gentil com garota, como nem toda garota é gentil com garoto.
Além do mais, nós, mulheres, SEMPRE fomos excluídas sobre o mundo nerd/gamer. Isso está mudando, e não precisa de nada de polícia não. É só sair de lá e pronto! Existem várias lan houses por aí.

O evento até é uma boa iniciativa, o problema são os invocadores que tem o ego ferido por não aguentar mulheres tentando tomar espaço igualitário... Quando jogo esse joguinho tento MUITO manter a minha calma, já alguns rapazes...

Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

GySama, mulheres NUNCA foram excluídas do mundo nerd/gamer. Isso é papo moderno para enganar bobos.90% das mulheres, a 15 anos atrás, por exemplo, simplesmente NÃO gostavam de rapazes gamers.Até porque naquela época os cafajestes, os esportistas, os malhados, e qualquer outro tipo de homem que era o modelo ''atraente'' para mulheres em idade fértil NÃO era gamer.Nerds ERAM feios, espinhentos, gordos demais, magros demais, óculos fundo de garrafa, cabelo não liso.Simples assim.Mas nós seres humanos temos memória fraca.Se hoje os gamers que vocês veem são garotos bonitinhos, arrumadinhos e atraentes(Um Jukes da Vida, um Teddy da vida), no passado não era assim.Estou aqui falando a verdade, busque entender.
Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

'''A empresa só quer dinheiro. Vocês estão se cegando!''''.Essa é a típica mentalidade wildcard.Man, é uma EMPRESA, ela precisa se sustentar de alguma forma.No mundo pós-moderno capitalista como é que se mantem uma EMPRESA, QUE TEM FUNCIONÁRIOS E GASTOS, sem dinheiro? Eu ein...
Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

E sobre a Riot não punir ninguém, não punir jogador ''extremamento preconceituoso'' ou ''não defender as mulheres''.Qualquer pessoa pode criar uma conta no jogo, tendo ela **bleep** ou pênis ou tendo arrancado ou divido em 4 partes ou não tendo nenhum.Se alguns players são tóxicos a culpa é DOS PLAYERS e não da empresa.Ela não pode pegar na mão de cada um.E sobre banimentos, só esse ano eu já recebi mais de 10 tickets dizendo que uma conta que denunciei foi punida.O problema de jogadores tóxicos são os próprios jogadores.Se nem nos jogos onde eles são banidos por IP eles acabam, imagine no League.E qualquer denúncia de Racismo, ''homofobia'', e discriminação a conta é banida na hora.3 pessoas que conheço já foram banidas por causa disso e achei foi bom, merecido.Aprontou tem que pagar.
Aronguejo

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.

pela mor de deus quanta gente chata pra caralho, foda-se quantas mulheres trabalham com tecnologia, as faculdades disso estão ai, n barram ninguém de cursá-las, se tem poucas mulheres no meio é porque n interessa a elas... ficam procurando pelo em ovo querendo explicar isso com aquilo a vai toma no...

Re: Riot, fazendo merda até fora do jogo.


@Torra Houkz@  escreveu:
pela mor de deus quanta gente chata pra caralho, foda-se quantas mulheres trabalham com tecnologia, as faculdades disso estão ai, n barram ninguém de cursá-las, se tem poucas mulheres no meio é porque n interessa a elas... ficam procurando pelo em ovo querendo explicar isso com aquilo a vai toma no...

Se o macho disse então deve ser verdade