cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Dor nos olhos e cabeça com certos jogos

Resolvido

Dor nos olhos e cabeça com certos jogos

Oi pessoal, hoje eu tinha acabado de adquirir o game Muse Dash pra pc, é um game de ritmo e a diferença é que "as notas" são da posição horizontal(direita pra esquerda). O game já te apresenta um tutorial de cara, e mal deu alguns segundos e meus olhos doiam ao jogar, quando eu percebi eu estava quase fechando os olhos forçando a vista pra suportar o game. Eu sempre tive problemas com jogos FPS ou camera em primeira pessoa, gera tontura, muita coisa acontecendo num campo de visão rapido demais, mas com esse tipo de jogo foi a primeira vez que sinto incomodo e dor, nem mesmo o guitar hero na época do ps2 me deu problemas. Apenas tenho miopia dês dos 8 anos de idade, mas com os exames e óculos em dia.

 

Gostaria de saber se alguem pelo forum passa por esse mesmo tipo de incomodo e se é algo que deva ser acompanhado, ou até mesmo tratado por ter a possibilidade de agravar. 

1 SOLUÇÃO ACEITA

Soluções aceitas
Aronguejo

Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos


O Dr.Mundo chegou para solucionar seu caso

Primeiro deixa eu te explicar como isso acontece, e porque:

Imagine-se sentado jogando um jogo de tiro, corrida ou simulação próximo à televisão ou ao monitor por cerca de uma hora. A câmera balança constantemente e passeia pelo cenário, enquanto os efeitos de luz mudam a cada hora. De repente, você começa a sentir enjoo, suor, sensação de vômito, dores de cabeça — algo que normalmente aconteceria em longos passeios de carro ou em uma montanha-russa.

O nome disso é cinetose (ou motion sickness, em inglês). Trata-se de um "bug" no nosso sistema vestibular 

Ele é formado pelos órgãos que compõem o ouvido interno, responsáveis por manter o equilíbrio. Nesse espaço, estão canais semicirculares que são tubos ósseos cheios de líquido, a endolinfa.

Quando você faz um movimento, a endolinfa mexe no sentido contrário, algo que cria uma reação em cadeia que chega até o sistema nervoso central, "avisando" que o seu corpo não está parado.
Se você está em um carro (ou seja, parado, mas dentro de uma estrutura em movimento), a endolinfa não envia estímulos, mas o seu corpo está em deslocamento e seus olhos confirmam isso, o que dá um nó nos seus sentidos. Além disso, o cérebro percebe a discrepância e conclui que há algo errado, como a ocorrência de um envenenamento ou alucinação, e tenta resolver o caso ao eliminar possíveis toxinas do corpo — daí a sensação de vômito e as náuseas.

Ai você pergunta, Tá mas o que meu jogo tem a ver com isso?

O cenário criado por um jogo, especialmente nos de primeira pessoa, tenta simular exatamente algo que seria capturado pelo olho e processado pelo cérebro. O problema é, no game, você faz movimentos frenéticos para os lados com a câmera, corre a altas velocidades e pula de alturas inimagináveis — enquanto a realidade é que você está praticamente imóvel.

Mas não é só isso que está em jogo. A taxa de quadros exibidos por segundo também influencia bastante. Um jogo em 60 frames por segundo (fps) parece mais dinâmico, fluído, de maior qualidade graficamente — não "em câmera lenta" ou com rastros de objetos que se mexem na tela, algo comum quando essa taxa cai ou é naturalmente baixa.

O problema é que esse aumento de velocidade contribui para os enjoos, já que tudo fica acelerado demais, sendo que o seu cérebro não estava acostumado com tudo isso. Quando ele está lento demais, também é um problema, já que há alteração na agilidade normal (ou, neste caso, a falta dela).

Blur

O efeito de motion blur, que causa desfocamento e simula a movimentação rápida de objetos, também pode contribuir para a cinetose. Isso porque monitores com baixa taxa de atualização demoram até processar um movimento muito rápido, deixando borrões na tela e deixando seu cérebro ainda mais confuso.

Um monitor com taxa de 1 milissegundo e atualização (refresh rate) de 60 Hz é considerado comum, mas taxas maiores também podem ser a solução — além de aumentarem ainda mais sua experiência e precisão em games de tiro, por exemplo.

FoV

O problema também pode estar no campo de visão (field of view, ou FoV). Quando esse valor é muito pequeno, detalhes das bordas do cenário aparecem de menos na tela e você tem a sensação de claustrofobia, que agrava a cinetose.

Jogos como Titanfall trazem ângulos satisfatórios de câmera e um campo de visão o mais aberto possível, para evitar esse tipo de efeito. Isso indica que as desenvolvedora sabem do problema e buscam amenizá-lo em títulos mais recentes.

E aí, tem cura?

Não há um jeito milagroso de acabar com um efeito do cérebro de uma hora para a outra. Só que isso não significa que alguns cuidados possam ser tomados para ao menos diminuir o efeito desse problema e poder jogar por mais tempo e em paz com o corpo.

Confira algumas dicas:

  • Ajustar campo de visão nas opções gráficas do game para deixá-lo mais largo (90 é um bom valor);
  • Procurar um  monitor de no mínimo 60 Hz;
  • Jogar em maior quantidade os games que causam tonturas para "treinar" o cérebro, porém com intervalos de descanso após cerca de meia hora;
  • Deixe alguma luz ligada enquanto você joga, nem que seja uma fonte fraca apontada para o teto;
  • Consuma uma quantidade regular e mais saudável de alimentos antes e durante a jogatina;
  • Coloque um ponto preto no centro da TV, nem que seja um pedaço de papel pintado, para criar um ponto de referência para o cérebro;
  • Existem medicações que combatem os enjoos causados pelo movimento, mas evite remédios desnecessários e sempre consulte um médico antes.


    Espero ter ajudado !

    "Mundo achar você frutinha"

 

5 RESPOSTAS
Dragão

Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos

Recomendo que procure um oftalmologista, eu graças a Deus nunca tive problema nos olhos, mais considero a visão como o principal sentido do ser humano, dá uma olhada, só pra ter certeza de que tá tudo certo... Boa sorte aí.
SAUDADES DO QUE NÃO VIVEMOS MEU TWISTED TREELINE!!!!
Aronguejo

Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos


O Dr.Mundo chegou para solucionar seu caso

Primeiro deixa eu te explicar como isso acontece, e porque:

Imagine-se sentado jogando um jogo de tiro, corrida ou simulação próximo à televisão ou ao monitor por cerca de uma hora. A câmera balança constantemente e passeia pelo cenário, enquanto os efeitos de luz mudam a cada hora. De repente, você começa a sentir enjoo, suor, sensação de vômito, dores de cabeça — algo que normalmente aconteceria em longos passeios de carro ou em uma montanha-russa.

O nome disso é cinetose (ou motion sickness, em inglês). Trata-se de um "bug" no nosso sistema vestibular 

Ele é formado pelos órgãos que compõem o ouvido interno, responsáveis por manter o equilíbrio. Nesse espaço, estão canais semicirculares que são tubos ósseos cheios de líquido, a endolinfa.

Quando você faz um movimento, a endolinfa mexe no sentido contrário, algo que cria uma reação em cadeia que chega até o sistema nervoso central, "avisando" que o seu corpo não está parado.
Se você está em um carro (ou seja, parado, mas dentro de uma estrutura em movimento), a endolinfa não envia estímulos, mas o seu corpo está em deslocamento e seus olhos confirmam isso, o que dá um nó nos seus sentidos. Além disso, o cérebro percebe a discrepância e conclui que há algo errado, como a ocorrência de um envenenamento ou alucinação, e tenta resolver o caso ao eliminar possíveis toxinas do corpo — daí a sensação de vômito e as náuseas.

Ai você pergunta, Tá mas o que meu jogo tem a ver com isso?

O cenário criado por um jogo, especialmente nos de primeira pessoa, tenta simular exatamente algo que seria capturado pelo olho e processado pelo cérebro. O problema é, no game, você faz movimentos frenéticos para os lados com a câmera, corre a altas velocidades e pula de alturas inimagináveis — enquanto a realidade é que você está praticamente imóvel.

Mas não é só isso que está em jogo. A taxa de quadros exibidos por segundo também influencia bastante. Um jogo em 60 frames por segundo (fps) parece mais dinâmico, fluído, de maior qualidade graficamente — não "em câmera lenta" ou com rastros de objetos que se mexem na tela, algo comum quando essa taxa cai ou é naturalmente baixa.

O problema é que esse aumento de velocidade contribui para os enjoos, já que tudo fica acelerado demais, sendo que o seu cérebro não estava acostumado com tudo isso. Quando ele está lento demais, também é um problema, já que há alteração na agilidade normal (ou, neste caso, a falta dela).

Blur

O efeito de motion blur, que causa desfocamento e simula a movimentação rápida de objetos, também pode contribuir para a cinetose. Isso porque monitores com baixa taxa de atualização demoram até processar um movimento muito rápido, deixando borrões na tela e deixando seu cérebro ainda mais confuso.

Um monitor com taxa de 1 milissegundo e atualização (refresh rate) de 60 Hz é considerado comum, mas taxas maiores também podem ser a solução — além de aumentarem ainda mais sua experiência e precisão em games de tiro, por exemplo.

FoV

O problema também pode estar no campo de visão (field of view, ou FoV). Quando esse valor é muito pequeno, detalhes das bordas do cenário aparecem de menos na tela e você tem a sensação de claustrofobia, que agrava a cinetose.

Jogos como Titanfall trazem ângulos satisfatórios de câmera e um campo de visão o mais aberto possível, para evitar esse tipo de efeito. Isso indica que as desenvolvedora sabem do problema e buscam amenizá-lo em títulos mais recentes.

E aí, tem cura?

Não há um jeito milagroso de acabar com um efeito do cérebro de uma hora para a outra. Só que isso não significa que alguns cuidados possam ser tomados para ao menos diminuir o efeito desse problema e poder jogar por mais tempo e em paz com o corpo.

Confira algumas dicas:

  • Ajustar campo de visão nas opções gráficas do game para deixá-lo mais largo (90 é um bom valor);
  • Procurar um  monitor de no mínimo 60 Hz;
  • Jogar em maior quantidade os games que causam tonturas para "treinar" o cérebro, porém com intervalos de descanso após cerca de meia hora;
  • Deixe alguma luz ligada enquanto você joga, nem que seja uma fonte fraca apontada para o teto;
  • Consuma uma quantidade regular e mais saudável de alimentos antes e durante a jogatina;
  • Coloque um ponto preto no centro da TV, nem que seja um pedaço de papel pintado, para criar um ponto de referência para o cérebro;
  • Existem medicações que combatem os enjoos causados pelo movimento, mas evite remédios desnecessários e sempre consulte um médico antes.


    Espero ter ajudado !

    "Mundo achar você frutinha"

 

Arauto

Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos

eu sinto quase a mesma coisa quando eu uso um monitor de 60hz .
Aronguejo

Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos


@JahIthBer  escreveu:
eu sinto quase a mesma coisa quando eu uso um monitor de 60hz .

Se você está em um carro (ou seja, parado, mas dentro de uma estrutura em movimento), a endolinfa não envia estímulos, mas o seu corpo está em deslocamento e seus olhos confirmam isso, o que dá um nó nos seus sentidos. Além disso, o cérebro percebe a discrepância e conclui que há algo errado, como a ocorrência de um envenenamento ou alucinação, e tenta resolver o caso ao eliminar possíveis toxinas do corpo — daí a sensação de vômito, náuseas, dores, etc.

Eu sei que você não está em um carro, Acredito que você entendeu oque quis dizer:

Os olhos Confirmam que o corpo está em deslocamento, Mas você está parado, o que dá um nó nos seus sentidos.



Re: Dor nos olhos e cabeça com certos jogos

Faz muito sentido @LERN , tanto que tenho problemas em andar de carro/onibus etc, sempre dou preferencia a andar de bicicleta, fui aquela criança que vivia do remédio dramin nas viagens kkkkk. Vou dar uma conferida no oftalmologista se estou só com isso mesmo e enquanto não troco o monitor(atual 60hz) vou aplicar os exercícios pra diminuir a cinetose, menos do remédio, todos esses remédios de enjoo dão sono, acabar de chegar do serviço e dar sono pra jogar é foda kkkkk

Muito obrigada @ShoyoTEmO e @LERN o/