cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Desabafo sobre a Depressão...

Resolvido
Aronguejo

Desabafo sobre a Depressão...

Eu sofro de depressão a algum tempo já e é dificil explicar como eu realmente me sinto, meio que é como se nada mais que eu faça venha a valer a pena. É um forte sentimento de tristeza, angustia, solidão e o que eu mais sindo, um vazio. Ja pensei em cometer suicído diversas vezes mas não sei se é por medo ou por falta de coragem mas nunca consegui(mas não nego que já tentei), é como se não conseguisse matar, aquilo que nunca esteve se sentindo vivo(eu no caso). Tenho pessoas boas ao meu lado sim, eu tenho isso em mente, mas em resumo, é como se meu coração não se sentisse da mesma forma. Hoje eu venho acompanhado de ajuda médica e tomo antidepressivos, mas saibam que isso não resolve, pois a única pessoa que pode te ajudar em uma situação dessas é sí próprio. Não entrarei sobre o assunto da minha vida profundamente aqui nesse texto, meio que eu tô escrevendo mais para mim mesmo. Mas isso que eu estou passando pela minha vida é realmente péssimo e não desejo que ninguém acabe por ter que passar por isso também. Bem, se vocês tiverem algum familiar ou amigo(a) ou uma pessoa que seja importante para você tente ajuda-lá, pois ela pode estar passando por problemas e talvez nem saiba e a depressão venha mais forte e acabe se agravando mais ainda(como foi e está sendo para mim).

 

Agradeço quem teve tempo de ler esse pequeno desabafo meu, e se você passa por uma situação parecida, saiba que não está sozinho e tente procurar ajuda É SÉRIO !!

1 SOLUÇÃO ACEITA

Soluções aceitas

Re: Desabafo sobre a Depressão...


A depressão tem uma questão séria com a esperança, se você acredita que nada adiantará para mudar sua situação, você tende a não fazer nada para mudar e aí continua na mesma. 



  Não necessariamente. Eu até concordo com você que a depressão pode fazer a pessoa não procurar ajuda, mas não podemos pensar que a depressão tem relação com crenças, fés, esperanças ou conceitos; e como meu psiquiatra explicou, muito pelo contrário, é a depressão que causa isso e não o inverso.
 A depressão causa perda de esperança, e não é perda de esperança que causa depressão. Mas eu entendi a relação que você quis fazer, ela existe e parece quase simbiótica.

 Quando eu estava em uma sessão com meu psiquiatra na primeira vez que fui, eu comecei a me culpar.
 "Eu deveria ser mais forte", "Eu deveria pensar positivo", "Eu tenho que me esforçar mais", "Isso está acontecendo por que eu parei de fazer X coisa"...
 "Minha cabeça é assim e assado e é por que eu não faço as coisas"...

 Ele disse: "Opa, não! Vamos colocar um freio aí..., isso daí são as consequências e não a causa."

 Eu me culpava muito, então comecei o tratamento com 2 antidepressivos ao mesmo tempo: Escitalopram e bupropiona. E ele tinha razão!!!!!!!! Atualmente tenho 31 anos, e comecei o tratamento com 29 anos, e me senti uma pessoa normal como não me sentia em 17 anos. Falei para ele:
  "Não sinto minha cabeça boa, clara e normal assim desde meus 14 anos."

 

 Vou te dizer os prós que o tratamento de remédio teve em mim:

 1. A gente não fica bobo-alegre ou com pseudo felicidade como muitos imaginam, a gente apenas começa a se sentir um ser humano normal e funcional. E a vida naturaliza e os pensamentos ficam naturalmente mais positivos.

 2. Raciocínio melhorou uns 300%.
 3. Minha memória melhorou em torno de 1000%, sem exageros, foi algo excepcional.

 4. Tarefas que antes pareciam uma tortura são coisas triviais e normais da vida.

 

 Depressão é uma doença grave, não provém de fés, crenças, esperanças, estilos de vida e etc, temos que quebrar esses tabus.

 Muita gente tem períodos de desanimos, tristeza e falta de interesse e acha que está com depressão. Embora seja um subtipo, assim como existe a categoria do luto; ainda não é a depressão profunda e real, chamada de depressão maior, que se não tratada pode levar ao transtorno bipolar ou até mesmo desencadeamento de transtorno borderline.

 Na minha depressão meu caro, eu não conseguia CAMINHAR, eu já estava com muita dificuldade de movimentar até meus braços. Eu tava pensando já que estava com esclerose múltipla ou alguma doença grave neurológica. Mas conversando com neurologista e psiquiatra, viram que se tratava de uma depressão muito grave e que isso se chamava lentidão psicomotora, um dos sintomas da depressão.
 Nessa época que fui procurar ajuda, eu havia ficado 6 dias sem sair da cama, e resolvi procurar ajuda.

 Fiz o tratamento por 1 ano e mudou toda minha vida. Eu consegui ver claramente os aspectos da depressão de fora dela, consegui analisar com melhor consciência pela primeira vez já que podia observá-la de forma externa e não dentro dela. Aproveitei para construir mecanismos de sabedoria, pontos importantes para se pensar se eu voltasse para dentro dela e ela não tivesse tanta força em mim.

 

 Bom, o tratamento era muito caro, em torno de 500 reais mensais com os remédios, as consultas e etc. E eu tive que parar.... dentro de 6 meses eu fui caindo e caindo e me encontro em um estado depressivo.

 Porém hoje em dia por causa dos remédios eu sei que não é minha culpa, e como eles me ajudaram a enxergar a depressão de forma externa e que existe outras formas de ver as coisas, então hoje eu uso esse conhecimento com sabedoria.
 Então eu não fico me culpando mais, não me martirizo, não mergulho em pensamentos negativos cíclicos pois aprendi a ver e entender como eles invadem e dominam. E embora eu fique pra baixo e com lentidão psicomotora, sem energia e com humor limitado, eu pelo menos tenho uma consciência extra pra me ajudar, que o tratamento proporcionou.

 O que ajuda muito são exercícios físicos quando não tenho dinheiro para tratamento.
 Vou dar dicas para quem sofre desse mal e não tem como pagar tratamento:

 1. Não se culpe, é uma doença, É UMA DOENÇA!

 2. 30 minutos de caminhada pelo menos 3 dia da semana, no mínimo, mas se puder fazer academia ou mais atividades melhor ainda!

 3. 15 minutos de sol por dia.

 4. Tomar bastante água e comer variedade de legumes.

 5. Não espere que os outros entendam como é, eles não tem como, você tem que lidar com isso sozinho(a). Os únicos preparados para entender isso são pisquiatras, ou quem sofre de depressão, mas muitos irão confundir com fases de desânimo, tristeza e etc. Mas é isso, não espere mesmo que outros entendam, é até melhor saber que eles não vão entender, não devem e é melhor para você lidar com isso sozinho(a). Isso ajuda e evita que você comece com a tendência para se lamentar com os outros, esperando que entendam e na verdade só causando negatividade na sua relação com as pessoas.

 

 Acreditem,  essas coisas ajudam.

25 RESPOSTAS
Tropa

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Eu já fui assim também, já tentei me matar e já tive diversos motivos para desistir de tudo, motivos pesados, outros nem tanto, mas ainda sim, motivos. E eu me sentia vazio, me olhava no espelho e nada me agradava, dizia a mim mesmo que não queria que ninguém me olhasse desse jeito, algo tão feio. Nas noites frias, chorava por um bom tempo, me questionando se minha existência havia algum valor, fazia alguma diferença para alguém, a vontade de acabar com tudo, de deixar tudo, nunca vou esquecer essa sensação. E eu queria fazer as pessoas serem felizes, eu queria ajudar, mesmo sem saber como me ajudar, eu queria sorrir ao menos uma vez, queria ser a razão de algum sorriso, sabe? 

 

Em algum momento dessa depressão toda, eu me encontrei egocêntrico, comecei a escrever poemas, histórias e posta-lás no spiritfanfic, também escrevi um desabafo, assim como você, com vários capítulos sobre minha vida. E acredite, as pessoas amavam o que eu escrevia, fiquei bem famoso por lá. E nisso foi uma das coisas que me fez pensar: Eu escrevo bem, melhor que muitas pessoas por aí, e olha que nem inspiração eu tenho, imagina se eu tivesse? Não sou perfeito, nem especial, não venho de uma familia famosa ou algo do tipo, muito menos sou talentoso como os outros, porém eu reconheço tudo isso, reconheço meus limites, e isso por si só, é algo honrado, é algo que me acrescenta, e se quer saber de uma coisa, reconhecer os limites de si próprio é algo raro, então eu não sou qualquer pessoa. Além de que eu tenho um sonho, um objetivo, não vou desistir por conta desses sentimentos, do meu passado e etc...

 

 

Mas uma coisa eu sei, quando você descobre quem você é, o que te chateia, as coisas passam a te aborrecer menos. Descubra quem você é, corra atrás do seu objetivo principal na terra, que o amor, a felicidade, o dinheiro, irão vir como consequência de ter trilhado esse caminho. Nunca se esqueça que você é importante, uma peça faltando no xadrez faz a total diferença. Ao menos em minha visão, você é especial e deve ser muito bom em algo, e bem, eu odeio elogiar as pessoas ou dizer essas coisas, como eu disse, virei um egocêntrico, gosto de elogios e não de da-los, mas aposto que tens uma alma tão incrível quanto a minha.

 

Se um dia se sentir sem sentido, lembre-se, eu costumava a desafiar a gravidade.

Barão

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Depressão é como um buraco negro dentro da sua própria mente, sugando praticamente todos os pensamentos bons que você tenta ter, e o pior é que ele vai crescendo cada vez mais.... sei como se sente, é extremamente difícil entender e conviver com isso.

Espero que você não desista e encontre forças para seguir em frente e se sobrepor a isso... você consegue!
Se precisar de alguém pra conversar pode me add, ficarei feliz em te ouvir e ajudar

Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

É exatamente o que o meu lado esperançoso diz a mim mesmo, para descobrir quem eu realmente sou, é difícil pois é como se sempre estivéssemos no nosso limite, mas eu quero continuar tentando, quero saber o que é estar vivo de novo...
Highlighted
Tropa

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Eu tinha excluído a história, reativei agora, quem saiba possa te ajudar.  

 

https://www.spiritfanfiction.com/historia/desabafo-9451130

Arauto

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Medo ou falta de coragem não é a mesma coisa? Claro que nunca mesmo se não você estaria aqui, certo?

Cara é só ler minha assinatura, me ajuda seguir em frente!
"O lance não é quanto tempo você tem, e sim como o usa!"

Re: Desabafo sobre a Depressão...

faz que nem eu: ouça músicas que você gosta muito e assista vídeos engraçados. eu melhorei muito da depressão graças a essas coisas ^^

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Como você já passou por deprêssão,a solidão pode fazer uma pessoa ter depressão?ObsSmiley Frustratedolidão eu falo no sentido de não se sentir dentro de uma sociedade ou simplesmente ter amigos de verdade (sem contar os pais,é claro)vou dar uma situação que eu me sinto na solidão,a situação é basicamente eu estar na escola por exemplo,e no lado de cada pessoa ter alguém e simplesmente no seu não ter ninguém,é como se no meu mundo só existisse eu,e eu estou até com medo de me tornar uma pessoa materialista por causa disso (já que gosto muito de jogos eletrônicos),mas a situação não foi sempre assim,começou especificamente no ano de 2015,parece estranho o que vou dizer,mas a mudança na situação econômica do país,parece ter tido uma influência enorme na personalidade de TODO mundo a minha volta.
Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Essa parada de depressão é **cogumelo do teemo**!

Me lembro como se fosse ontem, estava entrando em depresão profundo por um término de namoro, todos os dias acordava penssando que era apenas um sonho, mais não, era a pura realizade, não queria acreditar que era verdade, penssava em suicídio todos os dias, queria apenas acabar logo com essa dor!

Comecei a ler, entender um pouco sobre a vida, estava precisando me reenguer novamente, estava relaxado, obeso, muito para baixo.

ENTÃO LEVANTEI A BUNDA DA CADEIRA E DISSE NÃO! Eu quero me encontrar novamente, não posso desperdiçar a vida que Deus me deu, todo mundo tem seus problemas, tenho uma vida de Rei, tenho uma familia querida que me ama, tenho um trabalho, tenho amigos que me querem o bem... Comecei a fazer exercios fisicos, mudei completamente minha aparencia, estou bem comigo mesmo, sou extremamente feliz, sou praticamente outra pessoa, MAIS FORTE, MADURA, NUNCA MAIS VOU DEIXAR ESSA DEPRESSÃO BATER EM MINHA PORTA, POIS ELA NÃO TEM O DIREITO DE TIRAR A VIDA QUE DEUS ME DEU.

 

LUTE POR VOCÊ, LUTE PARA VIDA QUE DEUS LHE DEU, ESTAMOS APENAS DE PASSAGEM, A DOR NÃO DURA PARA SEMPRE, COMO A FELICIDADE TAMBÉM, DEUS PLANEJA ALGO BOM PARA NOS, DEUS SABE OQUE FAZ, APENAS NÃO DESISTA DA VIDA QUE ELE LHE DEU, POIS É TUDO UM TESTE, VIVA ELA, LUTE!!!!!!

Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Às vezes eu passo por isso sabe? Mas é a fase depressiva mesmo... eu digo isso por ter transtorno bipolar, eu sei que é difícil, eu não me sentia obrigada a fazer aquilo... eu também tentei me matar (três vezes) e uma delas foi tentativa de overdose de remédios... drogas antipsicóticas são horríveis, vai por mim!

 

Mas eu arrumei uma forma de resolver isso, tirando o lítio, claro. Eu comecei assistir séries... tem Netflix na tua casa? Eu recomendo assistir O Nevoieiro, uma série bem legal.

 

Espero ter te ajudado, melhoras aí! :3

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Sabe o que me curou completamente da depressão, eu parei de tomar remedio e tive uma mudança abrupta na minha vida após assistir Yuru Yuri!
Sim, Yuru Yuri um anime sobre garotinhas fofinhas fazendo coisas autistas me salvou das trevas.

Re: Desabafo sobre a Depressão...

:'( criei um post hoje sobre, realmente é muito complicado viver com isso, já tentei me matar três vezes, uma estava quase pondo um ponto final, mas desisti, na outra perdi muito sangue, desmaiei e me levaram pro hospital(Infelizmente...), fiquei em coma por 4 dias, na última uma amiga impediu que eu fizesse o que meu estava querendo fazer, fora essas vezes, outras várias, menos graves claro, mas em que me corto, bato nas coisas, em mim mesma, sofro com isso? Sofro, mas sofro menos do que estaria sofrendo sem fazer o que faço, as vezes uma dor externa dói muito, muito menos do que uma dor interna, aquela que mexe com seus sentimentos, emoções, seu interior afins.. Como dizem, até toscamente, "-Chorar faz bem", pra quem chora pouco, talvez, pra quem sofre todo dia, nenhum pouco.. Tem dias que meus olhos dói de tanto chorar, minhas mãos dói de tanto forçar com algo nelas, e até hoje sinto que fiz pouco pro tanto que penso em fazer, controle? Talvez ainda tenha um pouco, mas não será por muito tempo disso tenho quase certeza, palavras que um "amigo me disse" e que não esqueço até hoje, "Vc é fraca, poxa. Jurava q vc podia ser mais forte q isso".. Isso até hoje me marca, mas admito, já FUI forte, não sou mais..
Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Boa noite, 

A depressão é um transtorno extremamente debilitante e prejudicial para a vida das pessoas. Não se sente mais prazer como antes, não dá vontade de fazer o que antes fazia e sentimos como se nada que fizéssemos adiantasse para resolver a situação. É realmente algo muito ruim...

Como psicólogo, vou te dar uma dica: os antidepressivos melhoram os sintomas, mas não resolvem o que te causa depressão. Por isso, é importante que não deposite toda sua fé nele, ele é um aliado. 

 

Abraços

_________________________________________
Jogador de lol e psicólogo clínico online ou presencial =D

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Depressão é uma doença extremamente grave.
Eu convivo com ela faz 17 anos.

Tratamento psiquiátrico com remédios me ajudam, mas não tenho dinheiro para sustentar o tratamento ultimamente.
Eu gastava em torno de 500 reais mensais só com o tratamento que eu precisava.

Eu meio que me conformei e construí umas regras racionais, mecanismos de defesa metódicos para lidar com isso da melhor forma.
Por exemplo eu tenho um juramento racional que sob nenhuma hipótese, e sob nenhuma circunstância, por mais baixo que eu esteja, eu vou cometer suicídio. É uma das regras racionais que criei; são como mandamentos que criei para lidar ao perceber que tinha algo muito errado comigo.
E de certa forma funciona, pois já era para eu ter me matado várias vezes se eu não tivesse criado as regras/mandamentos.
Outra regra é tentar "absorver" e valorizar esse tipo de existência pesada, pois é algo muito peculiar, particular e único. E traz visões e sensações existenciais bastante complexas e profundas... Então tento imaginar que tem algo bom em ser assim. Pois apesar de péssimo é uma forma controversa e alternativa de existir, com todos seus dilemas e mistérios que muitos nunca irão imaginar.
Então nunca serei feliz, nunca me realizarei e provavelmente nunca terei liberdade ou sucesso...
Mas eu ainda quero ver até o último segundo e último suspiro do que é viver através dessa existência amarga e difícil. Nem que seja só pela curiosidade de até onde a dor é sofrimento podem alcançar.
É algo meu e algo único. E mesmo que seja meu inferno particular, o meu presente disso é exatamente a solidão e prestígio de ter isso só para mim.
São dores, sofrimentos, visões e perturbações únicas, intensas, fortes e peculiares... Mas que tem o prestígio singular de que eu sei que muitos jamais conhecerão ou imaginarão a complexidade dessa minha mente deturpada.
Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

@Kat Cursed Blade é complicado conviver todo o momento com esse vazio que esta dentro de nós e nos consume sempre.

Seja em momentos em que você se sente mais disposto ou outros em que você está fora de controle, não conseguimos remover esse sofrimento de nos mesmo nem por um segundo sequer, como se alguém estivesse nos sufocando constantemente.

Eu me sinto como se estivesse dizendo a mim mesmo "Eu não quero morrer, mas eu não aguento mais viver" e fico nesse ciclo eterno de sofrimento, fico nessa fé irracional em mim mesmo.

Do tempo que eu fiz o post pra cá alguns aspectos melhoraram, já outros pioraram bastante mas eu ainda tô aqui, não vivendo mas sim sobrevivendo, tentando escapar de mim mesmo para que algo pior em todos os casos como o suicídio aconteça.

Espero que você consiga sobreviver também, se quiser conversar também pode me adicionar, acho que o meu ponto de não conseguir me auto ajudar se transforma em vontade de ajudar os outros. Pode ser bom conversar com quem já passou por coisas parecida com o que você está passando.

Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

@Khronozz Sim, eu lá li muito sobre como funciona a própria doença, talvez como uma maneira de eu mesmo entender o que está acontecendo.

Em questão aos antidepressivos, isso foi a primeira coisa que eu firmei em minha mente sei quais são os efeitos que eles causam e ajudam a controlar os sintomas assim como o próprio tratamento, são todos aliados, mas quem precisa ter a força pra conseguir melhorar sou eu.

De qualquer forma grato pelo o concelho!

Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...

Sei como é sobre os tratamento e os remédios, estou no mesmo barco por assim dizer de não conseguir mantê-lo financeiramente.
Sinto que eu também devo viver té o último segundo nesse meu Inferno particular, talvez como uma esperança de ver uma luz ao final dele.
Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...


@Shiny Chariot@  escreveu:
Sei como é sobre os tratamento e os remédios, estou no mesmo barco por assim dizer de não conseguir mantê-lo financeiramente.
Sinto que eu também devo viver té o último segundo nesse meu Inferno particular, talvez como uma esperança de ver uma luz ao final dele.

A depressão tem uma questão séria com a esperança, se você acredita que nada adiantará para mudar sua situação, você tende a não fazer nada para mudar e aí continua na mesma. É importante então, termos essa esperança, até porque, ela é um fato. Se quiser trocar uma ideia cara, de boa. 

 

Abraços!

_________________________________________
Jogador de lol e psicólogo clínico online ou presencial =D

Re: Desabafo sobre a Depressão...


A depressão tem uma questão séria com a esperança, se você acredita que nada adiantará para mudar sua situação, você tende a não fazer nada para mudar e aí continua na mesma. 



  Não necessariamente. Eu até concordo com você que a depressão pode fazer a pessoa não procurar ajuda, mas não podemos pensar que a depressão tem relação com crenças, fés, esperanças ou conceitos; e como meu psiquiatra explicou, muito pelo contrário, é a depressão que causa isso e não o inverso.
 A depressão causa perda de esperança, e não é perda de esperança que causa depressão. Mas eu entendi a relação que você quis fazer, ela existe e parece quase simbiótica.

 Quando eu estava em uma sessão com meu psiquiatra na primeira vez que fui, eu comecei a me culpar.
 "Eu deveria ser mais forte", "Eu deveria pensar positivo", "Eu tenho que me esforçar mais", "Isso está acontecendo por que eu parei de fazer X coisa"...
 "Minha cabeça é assim e assado e é por que eu não faço as coisas"...

 Ele disse: "Opa, não! Vamos colocar um freio aí..., isso daí são as consequências e não a causa."

 Eu me culpava muito, então comecei o tratamento com 2 antidepressivos ao mesmo tempo: Escitalopram e bupropiona. E ele tinha razão!!!!!!!! Atualmente tenho 31 anos, e comecei o tratamento com 29 anos, e me senti uma pessoa normal como não me sentia em 17 anos. Falei para ele:
  "Não sinto minha cabeça boa, clara e normal assim desde meus 14 anos."

 

 Vou te dizer os prós que o tratamento de remédio teve em mim:

 1. A gente não fica bobo-alegre ou com pseudo felicidade como muitos imaginam, a gente apenas começa a se sentir um ser humano normal e funcional. E a vida naturaliza e os pensamentos ficam naturalmente mais positivos.

 2. Raciocínio melhorou uns 300%.
 3. Minha memória melhorou em torno de 1000%, sem exageros, foi algo excepcional.

 4. Tarefas que antes pareciam uma tortura são coisas triviais e normais da vida.

 

 Depressão é uma doença grave, não provém de fés, crenças, esperanças, estilos de vida e etc, temos que quebrar esses tabus.

 Muita gente tem períodos de desanimos, tristeza e falta de interesse e acha que está com depressão. Embora seja um subtipo, assim como existe a categoria do luto; ainda não é a depressão profunda e real, chamada de depressão maior, que se não tratada pode levar ao transtorno bipolar ou até mesmo desencadeamento de transtorno borderline.

 Na minha depressão meu caro, eu não conseguia CAMINHAR, eu já estava com muita dificuldade de movimentar até meus braços. Eu tava pensando já que estava com esclerose múltipla ou alguma doença grave neurológica. Mas conversando com neurologista e psiquiatra, viram que se tratava de uma depressão muito grave e que isso se chamava lentidão psicomotora, um dos sintomas da depressão.
 Nessa época que fui procurar ajuda, eu havia ficado 6 dias sem sair da cama, e resolvi procurar ajuda.

 Fiz o tratamento por 1 ano e mudou toda minha vida. Eu consegui ver claramente os aspectos da depressão de fora dela, consegui analisar com melhor consciência pela primeira vez já que podia observá-la de forma externa e não dentro dela. Aproveitei para construir mecanismos de sabedoria, pontos importantes para se pensar se eu voltasse para dentro dela e ela não tivesse tanta força em mim.

 

 Bom, o tratamento era muito caro, em torno de 500 reais mensais com os remédios, as consultas e etc. E eu tive que parar.... dentro de 6 meses eu fui caindo e caindo e me encontro em um estado depressivo.

 Porém hoje em dia por causa dos remédios eu sei que não é minha culpa, e como eles me ajudaram a enxergar a depressão de forma externa e que existe outras formas de ver as coisas, então hoje eu uso esse conhecimento com sabedoria.
 Então eu não fico me culpando mais, não me martirizo, não mergulho em pensamentos negativos cíclicos pois aprendi a ver e entender como eles invadem e dominam. E embora eu fique pra baixo e com lentidão psicomotora, sem energia e com humor limitado, eu pelo menos tenho uma consciência extra pra me ajudar, que o tratamento proporcionou.

 O que ajuda muito são exercícios físicos quando não tenho dinheiro para tratamento.
 Vou dar dicas para quem sofre desse mal e não tem como pagar tratamento:

 1. Não se culpe, é uma doença, É UMA DOENÇA!

 2. 30 minutos de caminhada pelo menos 3 dia da semana, no mínimo, mas se puder fazer academia ou mais atividades melhor ainda!

 3. 15 minutos de sol por dia.

 4. Tomar bastante água e comer variedade de legumes.

 5. Não espere que os outros entendam como é, eles não tem como, você tem que lidar com isso sozinho(a). Os únicos preparados para entender isso são pisquiatras, ou quem sofre de depressão, mas muitos irão confundir com fases de desânimo, tristeza e etc. Mas é isso, não espere mesmo que outros entendam, é até melhor saber que eles não vão entender, não devem e é melhor para você lidar com isso sozinho(a). Isso ajuda e evita que você comece com a tendência para se lamentar com os outros, esperando que entendam e na verdade só causando negatividade na sua relação com as pessoas.

 

 Acreditem,  essas coisas ajudam.

Aronguejo

Re: Desabafo sobre a Depressão...


@Esperança e Amor@  escreveu:

A depressão tem uma questão séria com a esperança, se você acredita que nada adiantará para mudar sua situação, você tende a não fazer nada para mudar e aí continua na mesma. 



  Não necessariamente. Eu até concordo com você que a depressão pode fazer a pessoa não procurar ajuda, mas não podemos pensar que a depressão tem relação com crenças, fés, esperanças ou conceitos; e como meu psiquiatra explicou, muito pelo contrário, é a depressão que causa isso e não o inverso.
 A depressão causa perda de esperança, e não é perda de esperança que causa depressão. Mas eu entendi a relação que você quis fazer, ela existe e parece quase simbiótica.

 Quando eu estava em uma sessão com meu psiquiatra na primeira vez que fui, eu comecei a me culpar.
 "Eu deveria ser mais forte", "Eu deveria pensar positivo", "Eu tenho que me esforçar mais", "Isso está acontecendo por que eu parei de fazer X coisa"...
 "Minha cabeça é assim e assado e é por que eu não faço as coisas"...

 Ele disse: "Opa, não! Vamos colocar um freio aí..., isso daí são as consequências e não a causa."

 Eu me culpava muito, então comecei o tratamento com 2 antidepressivos ao mesmo tempo: Escitalopram e bupropiona. E ele tinha razão!!!!!!!! Atualmente tenho 31 anos, e comecei o tratamento com 29 anos, e me senti uma pessoa normal como não me sentia em 17 anos. Falei para ele:
  "Não sinto minha cabeça boa, clara e normal assim desde meus 14 anos."

 

 Vou te dizer os prós que o tratamento de remédio teve em mim:

 1. A gente não fica bobo-alegre ou com pseudo felicidade como muitos imaginam, a gente apenas começa a se sentir um ser humano normal e funcional. E a vida naturaliza e os pensamentos ficam naturalmente mais positivos.

 2. Raciocínio melhorou uns 300%.
 3. Minha memória melhorou em torno de 1000%, sem exageros, foi algo excepcional.

 4. Tarefas que antes pareciam uma tortura são coisas triviais e normais da vida.

 

 Depressão é uma doença grave, não provém de fés, crenças, esperanças, estilos de vida e etc, temos que quebrar esses tabus.

 Muita gente tem períodos de desanimos, tristeza e falta de interesse e acha que está com depressão. Embora seja um subtipo, assim como existe a categoria do luto; ainda não é a depressão profunda e real, chamada de depressão maior, que se não tratada pode levar ao transtorno bipolar ou até mesmo desencadeamento de transtorno borderline.

 Na minha depressão meu caro, eu não conseguia CAMINHAR, eu já estava com muita dificuldade de movimentar até meus braços. Eu tava pensando já que estava com esclerose múltipla ou alguma doença grave neurológica. Mas conversando com neurologista e psiquiatra, viram que se tratava de uma depressão muito grave e que isso se chamava lentidão psicomotora, um dos sintomas da depressão.
 Nessa época que fui procurar ajuda, eu havia ficado 6 dias sem sair da cama, e resolvi procurar ajuda.

 Fiz o tratamento por 1 ano e mudou toda minha vida. Eu consegui ver claramente os aspectos da depressão de fora dela, consegui analisar com melhor consciência pela primeira vez já que podia observá-la de forma externa e não dentro dela. Aproveitei para construir mecanismos de sabedoria, pontos importantes para se pensar se eu voltasse para dentro dela e ela não tivesse tanta força em mim.

 

 Bom, o tratamento era muito caro, em torno de 500 reais mensais com os remédios, as consultas e etc. E eu tive que parar.... dentro de 6 meses eu fui caindo e caindo e me encontro em um estado depressivo.

 Porém hoje em dia por causa dos remédios eu sei que não é minha culpa, e como eles me ajudaram a enxergar a depressão de forma externa e que existe outras formas de ver as coisas, então hoje eu uso esse conhecimento com sabedoria.
 Então eu não fico me culpando mais, não me martirizo, não mergulho em pensamentos negativos cíclicos pois aprendi a ver e entender como eles invadem e dominam. E embora eu fique pra baixo e com lentidão psicomotora, sem energia e com humor limitado, eu pelo menos tenho uma consciência extra pra me ajudar, que o tratamento proporcionou.

 O que ajuda muito são exercícios físicos quando não tenho dinheiro para tratamento.
 Vou dar dicas para quem sofre desse mal e não tem como pagar tratamento:

 1. Não se culpe, é uma doença, É UMA DOENÇA!

 2. 30 minutos de caminhada pelo menos 3 dia da semana, no mínimo, mas se puder fazer academia ou mais atividades melhor ainda!

 3. 15 minutos de sol por dia.

 4. Tomar bastante água e comer variedade de legumes.

 5. Não espere que os outros entendam como é, eles não tem como, você tem que lidar com isso sozinho(a). Os únicos preparados para entender isso são pisquiatras, ou quem sofre de depressão, mas muitos irão confundir com fases de desânimo, tristeza e etc. Mas é isso, não espere mesmo que outros entendam, é até melhor saber que eles não vão entender, não devem e é melhor para você lidar com isso sozinho(a). Isso ajuda e evita que você comece com a tendência para se lamentar com os outros, esperando que entendam e na verdade só causando negatividade na sua relação com as pessoas.

 

 Acreditem,  essas coisas ajudam.


Então você está me dizendo que a depressão é uma doença assim como a gripe? Ansiedade também é doença que não tem nenhuma causa psicológica, só de química do cérebro? Você está dizendo então que a psicologia inteira está errada, amigo. Anos e anos de pesquisa e evidências empíricas. Está dizendo também que todos os tratamentos realizados através do lado cognitivo, onde são focadas crenças e pensamentos, está errado, ou são mentirosos? Porque temos vários casos de sucesso aí sem usar remédios.

Posso te mandar umas 3000 referências de estudos dizendo que as crenças e processamento de informação e experiências de vida podem gerar depressão, assim como qualquer outro transtorno. Não somente te dou referências como, sendo psicólogo, tenho conhecimento empírico e também tenho colegas de profissão, os quais compartilham sucessos de tratamento comigo.

 

Isso que você disse é o que terapeutas podem dizer a pacientes para explicar melhor o transtorno, porque os sintomas da emoção tristeza impactam em várias áreas como o prazer que você sente nas atividades que antes te geravam felicidade( no caso da depressão, a pessoa experimenta um prazer reduzido).

 

Agora, os transtornos também tem um lado biológico, óbviamente. O que você pensa impacta na química cerebral, assim como o oposto também ocorre. É conhecido que a depressão e ansiedade podem ocorrer devido a interação tanto do biológico como do psíquico. mas resolvendo somente o biológico, você não resolve as crenças que fizeram com que o transtorno se instalasse.

 

Abraços!

 

_________________________________________
Jogador de lol e psicólogo clínico online ou presencial =D