cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Sugestão de campeão: "Fryveri"

Sugestão de campeão: "Fryveri"

Sozinhos, após tudo, um grupo de sobreviventes vaga pelo deserto de Shurima...

Guerreiros, mulheres e crianças, quase todos eles traumatizados pelos eventos catastróficos, todos menos a sua líder, a maga Fryhet, que guiava e protegia o restante de seu povo como uma águia (que era seu animal interior).

Diferente das outras pessoas, Fryhet estava presente na guerra quando as runas globais foram utilizadas e runeterra conheceu o vazio, ela viu guerreiros e Ascendentes serem consumidos pela obliteração do vazio. Porém, conseguiu sobreviver e manter a sua sanidade, pois sabia que ainda não havia completado a sua missão de vida.

A maga era tratada como um messias pelos sobreviventes, não só pelo fato de ser a pessoa mais sábia do grupo, mas também por ser completamente diferente de todos os outros. Mesmo após de ter vivido tudo que ela viveu, ter perdido tantas pessoas amadas, ter presenciado Deuses se tornando os seres que hoje são chamados de “Darkin” e o pior de tudo: após de ter visto o vazio de perto, Fryhet era feliz. Ela sorria em todos os momentos e seu sorriso iluminava, guiava e confortava todos os outros mesmo com todos os ocorridos.

Mesmo após anos lutando contra o deserto, Fryhet ainda era a única de seu grupo que sabia da verdade sobre os Darkin, até que um dia o inevitável aconteceu.

Fryhet sabia que teria que lutar contra os Darkin, mas a mesma se recusava a aceitar isso, para ela, seria impossível encontrar um deles andando livremente pelo deserto após anos. Porém, em um dia durante uma tempestade enorme de areia, conseguiu ver dois olhos vermelhos que tocaram a sua alma fortemente.

Sem dar muito tempo de reação para a poderosa maga, o Darkin desferiu um golpe com sua espada na horizontal, na direção dos seguidores de Fryhet que conseguiu proteger-los com seu cajado mágico, enquanto gritava:

- FUJAM!

O caído percebeu o poder dela, e por isso foi em sua direção rapidamente e por alguns minutos uma batalha entre dois seres incríveis, porém, opostos se estabeleceu. A espada do Darkin e o cajado de Fryhet se encontravam perfeitamente no meio da tempestade, mesmo com aqueles que o empunhavam estando praticamente cegos, por conta da areia.

Enquanto o duelo acontecia, os seguidores de Fryhet se sentiam minúsculos perante tanto poder, aqueles que não estavam completamente perdidos e cegos na tempestade compartilhavam de dois sentimentos: medo e admiração. Medo da fúria do Darkin e admiração pela calma da águia e pela beleza da luta, que à essa altura, mais parecia uma dança.

A valsa se estendeu por alguns minutos, até que suas armas se encontraram no centro. A força do caído e a magia de Fryhet entraram em disputa direta, fazendo com que a tempestade dispersasse para sempre. Nesse momento, o tempo pareceu estar congelado enquanto os dançarinos se olhavam diretamente nos olhos.

Dentro dos olhos vermelhos do Darkin, atrás de tanto ódio e sangue, Fryhet viu sofrimento e um homem apenas atrás de salvação.

Dentro dos olhos azuis de Fryhet, o Darkin viu algo que lhe remeteu aos seus tempos de mortal: a esperança.

Após sentir o seu lado humano se manifestar após anos, a fúria ascendeu da mesma forma, assim, o Darkin desferiu um golpe quase fatal em Fryhat que a fez ser arremessada alguns metros do mesmo.

Com a sua guia caída, os sobreviventes se recusaram a sair do caminho do caído, impedindo que ele matasse o que para eles simbolizou o motivo para viverem mesmo a meio a todo o caos. Porém, isso apenas resultou num massacre.

A areia estava ficando vermelha enquanto guerreiros, mulheres e crianças encontravam o seu fim.

Vendo o restante do seu povo caindo um a um e quase sem forças para continuar lutando, Fryhet encontrou uma única solução que acabou sendo a resposta para os outros Darkin: selar ele em sua própria arma.

Enquanto o seu último seguidor sangrava em meio ao deserto, ela preparou a poderosa magia que era a sua última escolha, mas, ao ver o que poderia ser a sua perdição, o Darkin foi em direção a Fryhet para impedi-la, perfurando-a no peito com sua espada.

A visão dela foi ficando cada vez mais escura, porém ela ainda conseguia preparar o feitiço, a única coisa que tinha em mente era o pedido de ajuda vindo dos olhos do caído. Enquanto isso, a única coisa que o Darkin conseguia ver era a esperança nos olhos de Fryhet, que o fez hesitar, mesmo que por um segundo em por fim a vida dela.

O resultado, Fryhet conseguiu completar seu feitiço, porém, graças aos seus ferimentos e ao cansaço, ela precisou se sacrificar no processo, durante a execução, uma explosão de magia e cores cobriu completamente os dois, e assim, algo inesperado aconteceu.

Invés de apenas o Darkin ser selado em sua arma, o cajado e a espada se fundiu em um só artefato, prendendo o corpo e a alma dos dois mestres ao mesmo tempo.

A partir desse momento, ambos estariam juntos, presos dentro de um artefato perdido na imensidão do deserto de Shurima por toda a eternidade, e eles sabiam disso. A partir de agora, a existência dos dois se resumiria na interação entre eles, dentro de um plano escuro, onde eles não conseguiam mais se machucar de qualquer maneira.

 Anos e anos se passaram, até que Fryhet entendeu a dor do Darkin e o Darkin encontrou a verdadeira esperança em Fryhet.

A fúria foi se dispersando até que foi possível saber o nome e a historia de Slaveri, desde seus tempos como guerreiro Shurinami, até a sua ascensão e queda. Ambos compartilharam tantas historias que, com o tempo tornaram-se um único ser, meio Darkin e meio humano.

A fúria e a força de Slaveri com a bondade e poder de Fryhet, suas armas se tornaram uma única arma, seus corpos um único corpo, suas vontades uma única vontade e as suas vozes se tornaram uma única voz, aprisionadas dentro de um artefato perdido no deserto... Perdido, até agora.

2 RESPOSTAS
Dragão

Re: Sugestão de campeão: "Fryveri"

Spam aqui não.

 

Re: Sugestão de campeão: "Fryveri"

Não vi que postou a primeira vez, como excluir um deles?