cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

FANFIC Aurelion Sol & Zoe

FANFIC Aurelion Sol & Zoe

Essa é uma fanfic que eu criei... Por gostar de jogar com Aurelion, eu meio que fiquei com vontade de criar algo relacionada a sua Lore... E bem... Fiquem com o resultado...  
........................................................................................................................................................................
Aurelion Sol - O último desejo 
........................................................................................................................................................................
E lá estava eu novamente, diminuindo meu tamanho e retornando para me deitar em uma das planícies Targonianas, olhando para minhas criações, sentindo o pulsar de cada uma de suas milhares de explosões nucleares em meu peito. É simplesmente revigorante saber que elas ainda possuem Eras para iluminar os céus sem a minha ajuda, ainda assim, elas estão muito diferentes hoje...
Seria por falta de manutenção? Ou apenas a saudade de seu criador?

É difícil saber o certo quando existem vozes lhe comandando para fazer isso e aquilo...
Targon me usou como sua arma por muito tempo, e ainda assim, parece não perceber a própria tolice... Eles simplesmente temem o vazio tanto, a ponto de me forçar a ficar neste planeta para sua proteção... Humpf...

Paro para observar as gramas do vasto vale se movendo com o vento... Elas balançam como as ondas do oceano, enquanto o vento acaricia minha pele...

Não seria um mal lugar para ficar de vez em quando, se não fosse pela simples existência dessa visão egoísta da tão venerada montanha... É simplesmente encantador os mortais venerarem algo tão pequeno e tão enganador...

Enquanto observava a construção natural desprezível, não pude de deixar de ver um dos aspectos Targonianos mais irritantes vindo em minha direção... Esse aspecto pulava uma corda de poeira estelar e cantarolava sem parar...

Logo eu conseguia ouvir sua voz claramente... Simplesmente retirei os olhos para não dar atenção a ela... Inevitável... Ela já voava ao meu redor falando frases que já não me irritavam mais...

“Aww, o meu cão espacial favorito está aqui de novo. Sentiu minha saudade? Aposto que sim! Você sempre sente minha saudade mesmo que não queira dizer!”

Logo volto a olhar para a garotinha voando enquanto seu cabelo enorme seguia seus movimentos...

“Não... Não senti sua falta Zoe... E provavelmente nunca vou sentir...”

Ela parece notar meu sarcasmo... O mesmo de sempre...

Logo ela solta um sorriso e voa para perto de meu rosto... Tão pequena...

“Viu só? Eu sabia que você sentia minha falta! Quem quer um abraço? Em? Em??”

Sem que eu quisesse abrisse minha boca, ela voou para perto e abraçou meu rosto... Não a expulsei de seu abraço patético...

“Mas me diz! O que o traz aqui? Outra guerra? Outra fenda do vazio? Não pera! Uma guerra contra fendas do vazio!”

Eu reviro meus olhos com a falta de conhecimento de minha condição e minha serventia a Targon... E percebo que já era hora dela saber a verdade sobre mim e minha conexão com Targon...

Eu afasto ela de perto de mim enquanto ela faz uma cara debochando, pensando que eu simplesmente não queria conversa... Pelo contrário... Eu utilizo um pouco de minha magia para iluminar as correntes em meus braços e pernas... As correntes que me prendiam a este mundo... As correntes que foram seladas junto com o falso presente que Targon havia me dado...

“Correntes? Elas sempre estiveram ai? Eu nunca as tinha visto”

Eu solto um suspiro, e começo a explicar um pouco sobre tudo o que aconteceu...

“Não zoe, elas nem sempre estiveram aqui...”

“Targon já me venerou como um deus antes... E foi por esse motivo que eu deixei minha guarda baixa e me deixei levar por orgulho... Me tornando um escravo de Targon e logo me encontrei preso aqui... Sob este sol...”

Zoe parece entender o que eu falo... Mas logo ela me pergunta...

“Porquê você não as quebra? Você não é a criatura mais poderosa da galáxia? Digo, do universo?”

“Zoe... Vê essa coroa? Ela foi o presente de traição que Targon me deu... Ela não me permite ficar longe por tempo de mais desse planeta... Não me permite recusar ordens Targonianas... E muito menos eliminar a vida de um Targoniano...”

Ela olha para a coroa em minha cabeça... A coroa brilhava com o ricochetear do sol..

“E o que mais me irrita... Se eu assassinar ou desobedecer um Targoniano... Uma de minhas estrelas desaparece dos céus..."

Fechei os olhos e lembrei do passado... Logo compartilhei meu sofrimento...

"Uma vez... Fui obrigado a atirar uma de minhas estrelas em uma fenda do vazio por Phanteon... A explosão foi forte o suficiente para vaporizar sua existência... E com a morte de Phanteon eu senti em meu peito uma dor imensa... Logo olho para cima e consigo ver uma de minhas criações brilhando tão forte, que deixava suas irmãns ofuscadas... Segundos após ela desaparece dessa realidade... Deixando nada mais que outro canto to universo sem iluminação..."

"O sentimento de perder uma de suas vidas... Um de seus corações... Sentir nada mais que uma nova cicatriz se formar em seu peito... E o pior... É que você sabe que é sua própria culpa..."

"E não existe nada que possa retirar essa coroa de mim... Não importa o quão forte eu puxe ou o quanto eu tente a explodir... Ela nunca sairá sem a permissão dos mestres de Targon...”

Logo vejo Zoe circulando com uma cara triste enquanto empurra e fica puxando os lados da coroa sob minha cabeça...

“Não adianta... Poupe-me de sua fraqueza... Ainda que você seja um aspecto de Targon, não possui a permissão para retira-la... ”

Ela logo retorna a flutuar em minha frente...

“Isso é triste... Ter sua liberdade retirada... Porquê eles fizeram isso com você?”

Eu começo a olhar para o crepúsculo... A escuridão começa a encobrir os céus... Este é o único horário do qual eu posso ver cada uma de minhas criações brilharem sem serem ofuscadas por sua irmã que está próxima a mim...

“Zoe... Targon tem medo de que as criaturas do vazio consumam esse planeta... Por isso eles me aprisionaram aqui... Para mantê-los seguros...”

Dentre milhares de estrelas, posso ver uma única estrela mudando de forma...

“Consegue ver aquela estrela Zoe? Ela não sobreviverá por mais de alguns séculos sem que eu crie mais poeira estelar para ela...”

“Quer dizer que se você não for até lá e soltar mais purpurina nela ela vai morrer?”

Fico entretido com seu raciocínio... Mas explico...

“Sim... Eventualmente ela irá morrer... Assim como todas suas irmãs...”

Ela olha atentamente para a estrela e logo começa a entristecer novamente...

"Quer dizer que... Ela nunca mais vai brilhar? Mas elas são tão bonitas... Eu não quero que ela pare de brilhar..."

Antes que ela começasse a chorar... Reconforto ela com a realidade...

“Porém não será tão rápido... Ela ainda irá implodir e reduzir seu tamanho... Consumindo uma quantia reduzida de sua matéria... Porém ela não sobreviverá por mais que alguns séculos...”

 

Ela logo começa a olhar para minhas milhares de estrelas... Por um momento ela fica quieta... Me permitindo ouvir os ventos uivantes novamente... Antes que eu pudesse me deleitar com o silêncio... Ela retorna a falar com um tom pensativo...

“Eu não sabia que você era tão importante assim... Mas você tem amigos certo? Digo, outros vários cãezinhos espaciais voando para lá e para cá criando e ajudando estrelas né?”

Eu fecho meus olhos, e suspiro... Com voz tremula digo...

“Não Zoe... Não existem mais de mim... Sou o ultimo...”

Logo uma imensa lágrima escorre pelo meu rosto e quase molha a pequena garotinha...

Ela olha ao redor tentando entender de onde essa enorme gota de água viera... Até que ela retorna a olhar em meu rosto... Minhas lagrimas escorrem aos poucos enquanto eu tento encontrar as palavras corretas...

"Porquê você está chorando?"

Dizia ela tentando entender o motivo de eu estar me lamentando...

“Entenda... Sou o ultimo de minha espécie... Targon me forçou a matar todos de minha espécie para que eles não sucumbissem ao vazio... Assim eles teriam a maior arma do universo”

“E é por minha culpa, por causa de meu egoísmo e de meu orgulho que quando eu deixar de existir não haverá mais ninguém para recuperar este projeto astral...”

“Não haverá luz na imensidão do espaço... Apenas a escuridão... E é tudo culpa de meu orgulho...”

Várias lagrimas saem de meu rosto em seguida... Eu guardei tal rancor para mim mesmo por muito tempo...

De certo modo eu precisava desabafar... Mesmo que fosse para uma garotinha que mal possuí idade para entender meu sofrimento...

“Não chore... Nós vamos encontrar um jeito de faze-las infinitas! Mas primeiro precisamos tirar essa coroa de você...”

Ela pensa por alguns segundos e então diz...

“Eu já ouvi falar de uma maga da luz muito bonita e esperta que talvez possa te ajudar... Ezreal gosta dela... Talvez ela consiga entender que tipo de magia o prender aqui...”

Eu busco cessar minha lamentação ao enxugar o rosto com minhas mãos...

"Eu devo estar fazendo uma visão patética para uma criatura tão grande... Eu nunca me imaginei em tal posição..."

Ao conter minhas lagrimas... Perguntei...

“Zoe... Posso lhe pedir um favor?”

Ela se vira para mim confusa... Provavelmente deve ser por que nunca pedi um favor para ela antes...

“Claro! Tudo pelo meu cão espacial favorito!”

Eu olho para a terra e busco me confortar com meu pedido...

“Você poderia ir atrás dessa maga por mim?”

Eu duvidava de sua capacidade de cumprir esse pedido... Mas mesmo que a oportunidade fosse muito baixa... Não hesitei em pedir por minha liberdade...

“Nem precisava pedir seu bobinho! Eu sei que você é chato e malvado com seu humor, mas mesmo você não merece ficar aprisionado aqui neste lugar...”

Eu me admiro com suas palavras... E logo começo a me deitar...

Eu volto a olhar para os céus... De encontro com o corpo celeste mais próximo do planeta... E me lembro de que os humanos dormem quando escurece... Por um momento tive inveja do livre arbitrio de não possuir uma grande responsabilidade no universo e da capacidade de descançar quando bem possuir a vontade...

Logo lembrei de uma vez que Zoe arremessou uma espécie de bolha em mim da qual me fez dormir... Aquela vez fiquei com muita raiva por ter perdido tempo e ter me sentido vunerável... Mas foi após aquele momento... Do qual eu em sono profundo tive a mais pura liberdade de sonhar com o que eu bem desejasse...

Já tentei dormir outras vezes... Mas simplesmente não conseguia por conta própria...

Logo retorno a olhar para Zoe pedindo carinhosamente...

“Zoe, você pode me dar uma daquelas bolhas que você tem?”

Ela para e pensa por um momento.

“Você diz uma bolha de soninho?”

Tal nome quase me faz rir...

“Sim... Eu estou cansado e eu gostaria de poder dormir...”

Ela logo se espanta com minhas palavras...

“Mas eu achei que o seu tipo nunca dormisse!”

Eu dou uma pequena risada...

“Você está certa... Nós não dormimos... Porém ficar aqui esperando por um novo comando é entediante e cansativo..."

 

"Creio que você ainda lembra da vez em que me fez dormir sem que eu pedisse"

 

Ela solta um sorriso após lembrar desse evento...

 

"Claro que eu me lembro, você acordou dias depois furioso... Foi divertido"

 

"Sim, eu acordei furioso por não poder dormir mais, eu não tenho capacidade de dormir... E graças a aquela vez... Eu vivo invejando todas as criaturas que podem dormir por livre arbítrio... Então, você pode me dar uma... Hum... Bolha de soninho?"

Zoe admirada sorri e cria uma de suas bolhas.

“Uma bolha de soninho saindo para meu dragãozinho!”

A bolha não era maior que seu corpo e muito menos maior que um de meus dedos... Logo duvidei...

“Ela não é muito pequena?”

Ela ri de minha falta de conhecimento sobre ela...

“Não importa o tamanho! Ela sempre consegue fazer até a maior das criaturas dormir!”

Eu logo sorri... Enquanto a bolha que ela arremessava me forçava a dormir... Logo só pude me aconchegar e dizer...

“Boa noite Zoe... E obrigado por tudo...”

“Boa noite meu grande amigo...”

Minha visão fica embaçada e meus olhos ficam sonolentos... Logo eu começo a descansar e sonhar... Sonhos são poderosos... Mesmo que irreais e frutos de nossa consciência... Eles nos mostram nossos maiores e necessitados desejos...

Eu farei de tudo para conquistar minha liberdade de volta... Nem que eu tenha que incendiar os céus... Nem que eu me veja forçado a arrastar minhas estrelas pelo cosmo... Esse é o preço que estou disposto a pagar para ter minha liberdade de volta...

........................................................................................................................................................................
Obrigado por ler minha Fanfic...
Antigo nick CherosvaldoTM; Novo; Star Dragon Jg; Alexandre Piccoli Ruy

2 RESPOSTAS

Re: FANFIC Aurelion Sol

Up

Re: FANFIC Aurelion Sol

*o*