cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

[ Conto ] Twisted Fate em: Em Dobro

Tropa

[ Conto ] Twisted Fate em: Em Dobro

 

Todos os olhos em Glória da Sorte estavam em Twisted Fate. Ele sentiu que os muitos presentes no saguão de apostas o olhavam com uma mistura de inveja, animação e esperavam que ele perdesse tudo no virar da última carta.

Além da cobiça comum nos covis da oportunidade, Twisted Fate sentiu um propósito único funcionando aqui, um laço sendo desenhado lentamente ao redor de seu pescoço. As cartas estavam tremendo em agitação, alertando-o do perigo. Ele sabia que deveria desistir e sair dali antes de quem quer que seja que o estivesse caçando fizesse uma armadilha, mas a oportunidade de fazer de tolo o homem na mesa era muito tentadora para ser deixada de lado.

Ele sorriu para o oponente, um mercador ganancioso cuja fortuna foi feita ao suor e costas chicotadas de mineradores escravizados. As roupas do homem eram caras: peles de Freljord, couro feito à mão e amuletos da sorte de Águas de Sentina. Todos os dedos ostentavam um anel de ouro de sangue que valia mais que a maioria dos homens poderia saber em uma vida inteira. Fumaça aromática escapava pelos canos de argila para pairar sobre a fortuna em moeda, jóias e títulos que estava entre eles como uma pilha de tesouro de piratas.

Twisted Fate acenou com a cabeça ao mercador.

"Acredito que seja sua vez, Mestre Henmar".

"Estou ciente das regras, rato do rio", disse Henmar enquanto Twisted Fate passava seus dedos tatuados repetidamente em um padrão espiral nas costas de suas cartas. "E não acho que nenhum de seus truques vai me distrair e fazer com que eu cometa um erro de julgamento".

"Distraí-lo?" disse Twisted Fate, exibindo confiança lacônica em cada gesto. "Declaro que nunca usaria de meios tão baixos e desonestos".

— Não? Então por que seus olhos continuam desviando da mesa?" disse Henmar. "Escute atentamente, negociei com os melhores deles e consigo reconhecer lábias de um homem desesperado quando as vejo".

Twisted Fate deu um sorriso dissimulado, trocando as cartas entre suas mãos e teatralmente removendo seu chapéu.

"Você é astuto, senhor. Posso ver isso", ele disse, encarando a multidão reunida. O típico bando de aproveitadores; homens e mulheres esperando que seja lá quem vença, seja generoso a quem estiver próximo. As cartas tremeram quando os olhos de Twisted Fate caíram sobre certos indivíduos e ele sentiu sua boca enchendo-se com com um gosto rançoso de leite azedo. Há muito aprendera a confiar naquela reação como sinal de problemas.

Ali. Um homem com um tapa-olho e uma mulher com o cabelo abrasado. Eles quase certamente estavam armados e bem cientes de sua natureza esquiva. Ele os conhecia? Provavelmente não. Estariam eles trabalhando para Henmar, protegendo seu patrimônio? Improvável. Um homem como Henmar faria seus acompanhantes mais óbvios. Caçadores de recompensas, então. As cartas estavam ficando ainda mais inquietas nas mãos de Twisted Fate. Ele as juntou e colocou na mesa.

"Você parece já ter perdido", disse Henmar com o tom de um homem que acredita que todos sejam inferiores a ele.

"Então o que diria de deixar isso um pouco mais interessante, senhor?" replicou Twisted Fate, espalhando as cartas em um leque e vendo os caçadores chegando mais perto. "Quer dobrar a aposta?"

"Você pode cobrir isso tudo?" perguntou Henmar, tomado pela suspeita.

"Facilmente", disse Twisted Fate, prendendo o olhar no mercador e levantando um pesado saco de moedas dos volumosos bolsos de seu grande casaco. "Você consegue?"

Henmar lambeu os lábios e estalou os dedos. Um subalterno atrás do mercador deu a ele um saco parecido com moedas. Os patronos de Glória da Sorte sussurraram coletivamente quando o ouro adicional foi colocado no meio da mesa. Guerras foram travadas por menos moedas do que as que estavam em jogo aqui.

"Você primeiro", disse Henmar.

"Sempre", concordou Twisted Fate, virando suas cartas enquanto os caçacores de recompensas agiam.

O homem com o tapa-olho investiu contra ele com um colar de captura. A mulher gritou seu nome e sacou um par de pistolas iguais.

Twisted Fate chutou por debaixo da mesa, girando-a no ar numa chuva de moedas, cartas e pergaminhos. As pistolas dispararam com rugidos ensurdecedores, deixando buracos do tamanho de punhos na mesa. O colar de captura fechou-se completamente, mas quando a fumaça foi dissipada e os gritos pararam, Twisted Fate não podia ser encontrado em lugar algum.

Henmar caiu aos seus pés, seu rosto contorcido em raiva enquanto ele procurava em vão por seu oponente. Ele olhou para os pedaços quebrados da mesa e a cor sumiu de seu rosto.

"Onde está o dinheiro?" ele gritou. "Onde está meu dinheiro?"

Cinco cartas flutuaram viradas para cima no chão de Glória da Sorte.

Uma mão vencedora.

1 RESPOSTA
Aronguejo

Re: [ Conto ] Twisted Fate em: Em Dobro

Adoreiii